https://www.poetris.com/
Contos -> Terror : 

A doença de Hitler

 
Democrático José Qualquer era, era amigável com todos os seus companheiros, mas tinha, seguia uma filosofia e era ela superior, tinha todos os argumentos e cheio de promessas.
Um dia ele ouviu uma pessoa falar de Cristo, contrariado ele aceitou, então veio a segunda pessoa , a terceira pessoa , e aí ele não aguentou e enlouqueceu. Ele via Cristo em todos os lugares, e gritava, gritava que Deus não existia. E no final louco ele dizia : como pode esses idiotas não entender , eles são burros, e convenceu a muitos que ele era o Salvador desses burros.
E como muitos loucos, ele achou que poderia destruir a filosofia de Cristo, acabando com seus seguidores.
Mas nunca qualquer filosofia desapareceu.
Mas muitos morreram.
Mas até hoje aqueles que procuram entender Jesus como a razão, ficam loucos, gritando que loucos são os outros.


Você deve estranhar eu falar tanto de Deus, mas foi em uma oração que eu pedi a Deus às palavras que escrevo , talvez um dia eu pare de escrever , mais Deus não depende de minhas letras para existir.

 
Autor
Erotides
Autor
 
Texto
Data
Leituras
102
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/11/2020 23:10  Atualizado: 26/11/2020 23:12
 Re: A doença de Hitler
ó cara amiga... eu gostaria de comentar todos os textos que leio mas, é-me impossível até porque a qualquer momento... o meu amor entra pela porta a dentro e eu só só... só só menina, só tenho olhos para ele. ela merece. o hitler foi burro por isso considerava o mundo como se via ao espelho, um imperfeito jumento. jesus foi mais ao menos um hitler. a diferença é que, ainda que louco, foi deveras humano e assim se condenou à morte. será que o mundo merece tal sorte! hoje vi um filme... detesto filmes. a folosofia desapareceu! tudo desaparece neste mundo inumano. é uma pena sabes. enfim...
um abraço querida...