https://www.poetris.com/
Sonetos : 

APARTADO

 
Tags:  amor    cerrado    Luciano Spagnol    APARTADO  
 
Cansei-me de tentar o teu enredo
Na tua poética sem frase e afeto
Meu versar anuviei por completo
Tal o pôr do sol atrás do rochedo

Sentimento da tua alma, segredo
Teu, perturbado eu, neste soneto
Foi meu desejo, não mais secreto
Se chorei foi somente por degredo

Cansei! Sossegado está o cerrado
Esfriou sobre o desprezo concreto
A quem um dia estava apaixonado

E desse meu turvo silêncio discreto
Leia entre linhas um sofrer calado
Que assim tem o apartado adjeto!

© Luciano Spagnol - poeta do cerrado
28/11/2020, 11’01” – Triângulo Mineiro

Vídeo no canal do YouTube:
https://youtu.be/vzKFkh8VvmM


Sou alma do cerrado, pé no chão, do triângulo, do chapadão. Pão de queijo com café, fogão de lenha, das vilas ricas, arraiais, filho de Araguari, das Gerais...
© Luciano Spagnol - poeta do cerrado

 
Autor
LucianoSpagnol
 
Texto
Data
Leituras
60
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
HELDER-DUARTE
Publicado: 28/11/2020 18:11  Atualizado: 28/11/2020 18:11
Colaborador
Usuário desde: 24/11/2006
Localidade: Albufeira
Mensagens: 618
 Re: APARTADO
Um verdadeiro soneto!