https://www.poetris.com/
Poemas -> Intervenção : 

"escuro dos imperfeitos,"

 
Tags:  incoming  
 

"Com estas flores pensava, doce donzela , adornar teu leito nupcial e não espalhá-las sobre tua sepultura."


(Hamlet) Cena I, Ato V







Qual dádiva da exceção, qual intento!
Por nivelar o sol da sua boca ao meio-dia
Por acrescer o seu impacto do que te invento
Eu te concluo! À uma página lasciva, arredia

Ouve meu berro que te insulta por aproximação
Serve ao meu conto no escuro dos imperfeitos
Eis o que sou: apenas o meio! Apenas, o não.
A consequência inata deste pecado sem leito

Eu deito, meu amor.. às suas fases desiguais
Eu te adiciono aos meus métodos rasos, letais
E eu corto o seu nome por meus dias frios

Eu te renego em água turva que te seguiu
Até o término do mundo que desprendo
Até a curva da estrela de amanhã, por exemplo.





Até que eu reine sobre si..













...













(epílogo)


"(...)Eu reconheço o apelo que devolvi

E eu desabo entre cenas desiguais
E eu caminho sob telas sem finais
Não há o retorno! Só o caos, e aqui."





-


a retirar,

Inédito,
 
Autor
Hv|s
Autor
 
Texto
Data
Leituras
188
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
4
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
karinna*
Publicado: 03/12/2020 04:53  Atualizado: 03/12/2020 04:53
Da casa!
Usuário desde: 26/11/2017
Localidade:
Mensagens: 230
 Re: "escuro dos imperfeitos," p/Alex
*se tem algo q me desafia é a escolha do título. Tenho escritos q não consegui colocar. Para mim o título diz até o q não está explícito, digo o título perfeito. Li e reli tua composição, não me detive no título. E qdo finalmente eu li o título, com a alma plena do que escreveste, ele tornou-se fascinante. Há toda poesia nele. Simplesmente GENIAL
FÃ DECLARADA,
beijo-te reverente.
Ka*


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 03/12/2020 13:35  Atualizado: 03/12/2020 13:35
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9693
 Re: "escuro dos imperfeitos,"
Bom dia Hv|s, o teu soneto é um clássico da poesia, e nos trás muito e refletirmos entres os nossos conflitos vigentes, e a as nossas necessidades prementes, parabéns pelo vosso incisivo poema, um abraço, MJ.