https://www.poetris.com/
Sonetos : 

O MANACÁ DA CALÇADA

 
Tags:  poeta    cerrado    Luciano Spagnol    calçada    manacá  
 
Quando o inverno punha o manacá florido na calçada
A tua dorna tomava a manta das cores branco e rosa
E ficava a exibir, orgulhosa, imponente e tão garbosa
A pureza de menina, vaidade de moça, tão imaculada

E, em julho, com tua flor tal saia rodada, bela e ditosa
Ao vento agitando as suas cores e o sol com sua rajada
Reluzindo de fascínio o imaginário como contos de fada
Bordando aos olhos a tua florada majestosa e formosa

Ora, encantada, no passeio, és dos matizes um tinteiro
De duas cores, pintalgando a sensação de quem passa
Exalando elegância, bons sentidos e fartura no cheiro

E, manso a admirá-la da janela, ela, num ar sedutor
Abana os galhos em um aceno, e tão cheio de graça
Põe a adornar o soneto com um poético esplendor! ...

© Luciano Spagnol - poeta do cerrado
16/02/2021, 13’33” – Triângulo Mineiro

Vídeo poético no canal do YouTube:
https://youtu.be/3uM1u4iwR8s


Sou alma do cerrado, pé no chão, do triângulo, do chapadão. Pão de queijo com café, fogão de lenha, das vilas ricas, arraiais, filho de Araguari, das Gerais...

- quarto filho de José Lino Spagnol e Joana D'Arc Brasileiro Spagnol.

 
Autor
LucianoSpagnol
 
Texto
Data
Leituras
49
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 16/02/2021 20:08  Atualizado: 16/02/2021 20:08
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: BRASIL
Mensagens: 754
 Re: O MANACÁ DA CALÇADA
Adorei seu poema , não sei bem se é uma árvore ou uma mulher. Mas tanto a mulher como a árvore se confunde, as duas são fortes.