https://www.poetris.com/
Mensagens : 

tão pouco

 
Tags:  princípio  
 



o teu sopro inconfesso
agitando o azul do cetim

desliza-te
ondula-o
finge ser a vaga
que me agita o corpo
que ergue a alça do vestido
e vai

[tão pouco para me fazeres Mar]



... também Palas. Antes.

 
Autor
Almamater
Autor
 
Texto
Data
Leituras
133
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
21 pontos
7
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ALFA
Publicado: 21/02/2021 18:42  Atualizado: 21/02/2021 18:42
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 970
 Re: tão pouco
Palavras deslizam ao vento
Por vezes sem rumo certo
Trazendo na voz o lamento
De um (a) mar em deserto.


Enviado por Tópico
agniceu
Publicado: 21/02/2021 19:19  Atualizado: 21/02/2021 19:19
Da casa!
Usuário desde: 08/07/2010
Localidade:
Mensagens: 318
 Re: tão pouco
O teu lindo texto recorda-me a história do magro ribeiro…

Ele era apenas um risco de água que queria ser maior que um rio, para chegar ao mar dos seus sonhos …

Tinha a ilusão de adocicar aquele azul imenso!

Mas acabou por secar, sem nunca chegar perto do seu encanto…


Um abraço


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 22/02/2021 22:51  Atualizado: 22/02/2021 22:51
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16946
 Re: tão pouco
Alma
Como sempre, belo e sentido! Parabéns pela inspiração!
Beijos com sorrisos dentro!
Janna


Enviado por Tópico
Legan
Publicado: 23/02/2021 09:59  Atualizado: 23/02/2021 09:59
Da casa!
Usuário desde: 26/01/2010
Localidade: Algures em Trás-os-Montes
Mensagens: 494
 Re: tão pouco
Suave e grandioso esse sopro inconfesso.

Adorei

Abraço