https://www.poetris.com/
Poemas : 

Útero

 

Há um lugar indizível
onde recolho os traços
das primeiras águas

onde o tempo errante
reúne em mim as sílabas
que me vestem
na cumplicidade de imprecisas vozes

numa claridade onírica
que se dissolve
na insubornável transparência
do espelho.

Há num lugar invisível
a eternidade de um útero
o genético apelo da profundeza da terra
o calor inteiro da protetora vigília
quando o frio me rasga as veias

e não passa
e não passa...



G.

 
Autor
Gilda.
Autor
 
Texto
Data
Leituras
128
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ALFA
Publicado: 31/03/2021 18:17  Atualizado: 31/03/2021 18:17
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1052
 Re: Útero
Ao viajar na essência da vida
Sente-se a dor que trespassa
Mesmo depois de amovida
Fica a sombra, que não passa!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 31/03/2021 22:56  Atualizado: 31/03/2021 22:56
 Re: Útero
tu escreves muito bem. é de fato um prazer... haja poesia. sejas gilda ou... muitos parabéns. thanks very mucha eheh uma boa noite