https://www.poetris.com/
Poemas : 

A flor

 

Um incêndio
no traço vermelho da tatuagem.

A tua vida
em dois lugares do tempo.

A chave irrecuperável
ou a visão assimétrica do chão em que te perdeste.

Na face branca
as coisas a acontecerem
os movimentos de que um homem se orgulha.

A luz
ou a luminosidade de um nome gravado na tua pele

no ponto de encontro entre a morte
e a vida.

A flor novíssima
provável primavera a correr-te nas veias
talvez prenúncio da metamorfose dos teus silêncios.



G.

 
Autor
Gilda.
Autor
 
Texto
Data
Leituras
160
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
2
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ALFA
Publicado: 15/05/2021 22:53  Atualizado: 15/05/2021 22:53
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1144
 Re: A flor
Mesmo o chão não tendo fundo
A flor baloiçando em suspensão
Em que numa fração de segundo
Os silêncios a seguraram na mão.