https://www.poetris.com/
Textos : 

Noites Preguiçosas(Sketch CXXIII)

 
Noites Preguiçosas
Open in new window



A cena se passa na Itália, em 1980.




Cena Única



Uma sala no estilo italiano. Nela estão deitadas cada um em um sofá duas mulheres chamadas Laura e Lavínia.




Laura- Ah, Lavínia. estas noites estão tão preguiçosas. Não acha isso?



Lavínia- Se acho... Nossas noites tem estado muito preguiçosas. Mas assim é melhor, não?



Laura- Não, eu acho que não. Eu queria ser mais ativa.



Lavínia- Mas um pouco de preguiça não faz mal a ninguém.



Laura- Mas também não faz nada bem. Sabe, eu preciso mudar esse meu lado preguiçoso.



Lavínia- Pois eu não quero mudar nada em mim.



Laura- Nada mesmo? Nenhuma coisa?



Lavínia- Nada. eu adoro a mim mesmo do jeito que sou.



Laura- Eu queria ser assim. Mas não consigo. Eu acho umas mil coisas em mim que queria mudar.



Lavínia- E por que não muda?



Laura- Porque mudar para mim é algo muito difícil.



Lavínia- Entendo...(Mudando de Assunto)- Será que o Leonardo ainda está em casa?




Laura- Não, ele saiu tem uma meia hora.



Lavínia- Queria saber o que tanto ele faz na casa dos outros.



Laura- Gosta de ficar fazenfo fofoca por aí. Sabe como ele é fofoqueiro.



Lavínia- Puxou isso dos meus tios. Eles são muito fofoqueiros.



Laura- Sim, eu conheço seus tios. Eles falam de todo mundo. Até de Deus, se a gente duvidar.




Lavínia- Pois é, eu detesto quando o Leonardo sai pra falar mal da gente.



Laura- Mas é melhor que falem mal da gente do que não falarem nada.



Lavínia- Eu não penso assim. Eu gosto que falem apenas bem de mim.



Laura- Mas isso é difícil, Lavínia, você sabe que as pessoas preferem falar mal do que bem.



Lavínia- Mesmo assim, Laura, eu detesto que falem mal de mim.



Laura- Não liga, se você souber, finge que não estão falando mal.



Lavínia- Eu não consigo ser assim, minha amiga. Você sabe o quanto as palavras me ofendem.



Laura- Você é sensível demais, Lavínia. Precisa aprender a ser menos sensível.



Lavínia- Você fala assim porque não é você. Você sabe o quanto eu sou emotiva.




Laura- Falo para o teu bem.(Cansando do mesmo assunto)- Vamos mudar de assunto?



Lavínia- Vamos, mas não sei o que falar contigo, porque me sinto tão preguiçosa que nem sei o que falar.



Laura- Eu também.




Laura e Lavínia ficam um momento em silêncio.



Laura- Que noites mais preguiçosas.



Lavínia- Tem razão, minha amiga. Tem razão.




Vemos as duas fechar os olhos. Ouvimos um barulho de briga. As duas continuam com os olhos fechados. O pano desce rapidamente.




Fim




 
Autor
Lud
Autor
 
Texto
Data
Leituras
197
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.