https://www.poetris.com/
Sonetos : 

MEU AMOR NÃO TEM AMARRAS

 
Tags:  amor    poeta    cerrado    Luciano Spagnol    amarras  
 
Meu amor não é só nem solidão nenhuma
É olhar sem sujeição, sem leito de abrigo
Um navegante eterno, talvez um castigo
Não sei, só sei que é leve tal uma pluma

Por isso amador constante, sem um leme
No desejo, são gemidos e delírios d’amor
Vasto na liberdade, e tão cheio de ardor
Da saudade, o que o coração mais teme

Assim vou, assim, por aí me encontrarás
Entre carinhos, os beijos, então me verás
solto, e tão farto de propósitos e garras

Tristezas não trago, trago o afeto pra dar
Deixando sensação, que me dou ao chegar
Pois, sou, e o meu amor não tem amarras

© Luciano Spagnol - poeta do cerrado
10, junho, 2021, 18’18” – Araguari, MG

Vídeo poético no Canal do YouTube:
https://youtu.be/qKC2kq9kKZ0


Sou alma do cerrado, pé no chão, do triângulo, do chapadão. Pão de queijo com café, fogão de lenha, das vilas ricas, arraiais, filho de Araguari, das Gerais...

- quarto filho de José Lino Spagnol e Joana D'Arc Brasileiro Spagnol.

 
Autor
LucianoSpagnol
 
Texto
Data
Leituras
36
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 10/06/2021 23:49  Atualizado: 10/06/2021 23:49
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: Brasileira
Mensagens: 975
 Re: MEU AMOR NÃO TEM AMARRAS
Gostei ,meu amor também não tem lamento.