https://www.poetris.com/
Poemas : 

Curso de Estenografia

 
Atalho
percorro a geografia da pressa
e
na vez da aceleração
corto esquinas
como letras
uso a fala do bom-entendedor
de serra na mão

espero chegar ao lugar
antes de outro eu
que for em linha recta

mais do que o caminho
abrevio
o passo.

Tenho a sede do cedo
uma fome esfomeada da madrugada
um medo inefável do atraso

e de nada.


Sou fiel ao ardor,
amo esta espécie de verão
que de longe me vem morrer às mãos
e juro que ao fazer da palavra
morada do silêncio
não há outra razão.

Eugénio de Andrade

Saibam que agradeço todos os comentários.
Por regra não respondo.

 
Autor
Rogério Beça
 
Texto
Data
Leituras
152
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
silva.d.c
Publicado: 22/07/2021 12:30  Atualizado: 22/07/2021 12:30
Colaborador
Usuário desde: 26/10/2010
Localidade:
Mensagens: 581
 Re: Curso de Estenografia
O amg elaborou um escr. onde sit. a orig. geogr. da pressa, como result. do conflito interior entre os eus, uma lut. para decidir qual chega 1.º, onde deseja chegar. Um abraço sem abr. (abreviatura)