https://www.poetris.com/
Poemas : 

Trago em mim dentro

 
Tags:  Namastibet    Joel Matos  
 
Trago em mim dentro
 





Trago em mim dentro
O que eu "quisera" ter,
Antes de não ter desejos
Meus, mas doutros,

Trago em mim dentro,
A valência do átomo,
Todavia não admito,
A falência dos deuses,

Sigo o pensamento
E a sua presença
Une-me ao invisível,
Como um súbdito

Do instinto que uso,
A aparentar um brilho,
Que só a mim seduz
E deslumbra, lembra

A luz, gela alma e corpo,
Sem ser de frio, admirável
E doce incesto,
Trago em mim dentro,

Passos em mim sinto,
Todos partem sem pressa,
Passos percorrem distancias,
Menos eu que eles,

Que temo ficar parado,
Sem passos mais pra dar,
...Ânsias que em mim ficam,
Distancias em meu longe,

De andar tão perto,
Tão só eu, constante quanto
O pedido de socorro,
De um funâmbulo teimoso.











Joel Matos 03/2019






https://namastibet.wordpress.com/
http://joel-matos.blogspot.com







Jorge Santos/Joel Matos

 
Autor
(Namastibet)
 
Texto
Data
Leituras
164
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
(Namastibet)
Publicado: 21/10/2021 09:58  Atualizado: 21/10/2021 11:01
Subscritor
Usuário desde: 18/08/2021
Localidade: Azeitão, Setúbal, Portugal
Mensagens: 1122
 Re: Trago em mim dentro































































































































Trago em mim dentro
O que eu "quisera" ter,
Antes de não ter desejos
Meus, mas doutros,

Trago em mim dentro,
A valência do átomo,
Todavia não admito,
A falência dos deuses,

Sigo o pensamento
E a sua presença
Une-me ao invisível,
Como um súbdito

Do instinto que uso,
A aparentar um brilho,
Que só a mim seduz
E deslumbra, lembra

A luz, gela alma e corpo,
Sem ser de frio, admirável
E doce incesto,
Trago em mim dentro,

Passos em mim sinto,
Todos partem sem pressa,
Passos percorrem distancias,
Menos eu que eles,

Que temo ficar parado,
Sem passos mais pra dar,
...Ânsias que em mim ficam,
Distancias em meu longe,

De andar tão perto,
Tão só eu, constante quanto
O pedido de socorro,
De um funâmbulo teimoso.











Joel Matos 03/2019























































































































https://namastibet.wordpress.com/
http://joel-matos.blogspot.com












































































































Enviado por Tópico
(Namastibet)
Publicado: 21/10/2021 09:58  Atualizado: 21/10/2021 11:01
Subscritor
Usuário desde: 18/08/2021
Localidade: Azeitão, Setúbal, Portugal
Mensagens: 1122
 Re: Trago em mim dentro
































































Trago em mim dentro
O que eu "quisera" ter,
Antes de não ter desejos
Meus, mas doutros,

Trago em mim dentro,
A valência do átomo,
Todavia não admito,
A falência dos deuses,

Sigo o pensamento
E a sua presença
Une-me ao invisível,
Como um súbdito

Do instinto que uso,
A aparentar um brilho,
Que só a mim seduz
E deslumbra, lembra

A luz, gela alma e corpo,
Sem ser de frio, admirável
E doce incesto,
Trago em mim dentro,

Passos em mim sinto,
Todos partem sem pressa,
Passos percorrem distancias,
Menos eu que eles,

Que temo ficar parado,
Sem passos mais pra dar,
...Ânsias que em mim ficam,
Distancias em meu longe,

De andar tão perto,
Tão só eu, constante quanto
O pedido de socorro,
De um funâmbulo teimoso.











Joel Matos 03/2019



















































































































































https://namastibet.wordpress.com/
http://joel-matos.blogspot.com






















































































Enviado por Tópico
(Namastibet)
Publicado: 21/10/2021 10:00  Atualizado: 21/10/2021 11:00
Subscritor
Usuário desde: 18/08/2021
Localidade: Azeitão, Setúbal, Portugal
Mensagens: 1122
 Re: Trago em mim dentro


















































































































Trago em mim dentro
O que eu "quisera" ter,
Antes de não ter desejos
Meus, mas doutros,

Trago em mim dentro,
A valência do átomo,
Todavia não admito,
A falência dos deuses,

Sigo o pensamento
E a sua presença
Une-me ao invisível,
Como um súbdito

Do instinto que uso,
A aparentar um brilho,
Que só a mim seduz
E deslumbra, lembra

A luz, gela alma e corpo,
Sem ser de frio, admirável
E doce incesto,
Trago em mim dentro,

Passos em mim sinto,
Todos partem sem pressa,
Passos percorrem distancias,
Menos eu que eles,

Que temo ficar parado,
Sem passos mais pra dar,
...Ânsias que em mim ficam,
Distancias em meu longe,

De andar tão perto,
Tão só eu, constante quanto
O pedido de socorro,
De um funâmbulo teimoso.











Joel Matos 03/2019
















































































































https://namastibet.wordpress.com/
http://joel-matos.blogspot.com