https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O Fim do Paredão?

 
Tags:  PAREDÃO  
 


O Fim do Paredão?

Aqui na nossa cidade de Salvador criou-se uma “cultura” nos bairros mais populares, de fazer uma festa no meio da rua onde repentinamente aparece um carro com um aparelho de som, muitas vezes maior do que o veículo, tocando músicas vis, de todo sortilégio, cuja valorização da violência e desvalorização da mulher, são entoadas regadas a muita bebida, na melhor das hipóteses.
A situação é tão dramática, que adotaram esse nome de Paredão, que não é nada mais que um local onde pessoas têm suas vidas ceifadas por fuzilamento.
Entretanto essa “moda” pegou e com a pandemia, o costume se alastrou por vários cantos da soterópolis, gerando muita confusão e morte.
Os moradores que ficam “emparedados” em meio a tanta balbúrdia, não sabem mais como proceder, não podem fazer mais nada enquanto a alucinada festa acontece.
Muitos jovens aparecem do nada, com ou sem o consentimento dos pais, para participar disso que eles chamam de festa.
Nessa semana, aconteceu num desses “paredões” um tiroteio, que não é incomum, contudo alvejou muitos inocentes, matando outros seis que ali estavam.
A genitora de uma das vítimas quando questionada sobre o seu filho menor participar de um evento desses, a mesma disse que não tinha jeito, ele saia escondido, não tendo mais o que fazer...
Um policial disse corretamente sobre essa situação de permissividade de alguns pais, é uma nuance que ajuda a disseminar com essa “cultura” onde os que a “organizam” se podemos dizer assim, já se tornou parte da nossa cidade.
Não queremos que nada que exalte ou favoreça a violência possa se transformar na cultura da violência, muito pelo contrario, de acordo com os índices policiais, solta a olhos vistos, devido a inúmeros fatores, inclusive o tráfico de drogas, que inferniza o nosso país e a nossa cidade; “não desejamos ficar “emparedados” esmagados entre a violência e essas festas que nos atormentam.”
Diante de todos esses fatores, foi criada uma polêmica depois que o governador decretou a suspensão dessa reunião, onde um deputado federal, foi de encontro dizendo ser favorável a tudo isso descrito que acontece nesse tipo de celebração.
Portanto pais, cuidem dos seus filhos, orientem, pois se não tiver orientação, que vai cuidar de orientar é a rua com todos os seus dissabores.



Marcelo de Oliveira Souza,IwA
2x Dr. Honoris Causa em Literatura
Do blog: http://marceloescritor2.blogspot.com
Instagram: marceloescritor



Marcelo de Oliveira Souza,IwA
Dr. Honoris Causa em Literatura
site: www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net - Concurso Literário
blog: http://marceloescritor2.blogspot.com
Instagram: @marceloescritor

 
Autor
marcelooso
 
Texto
Data
Leituras
306
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
9
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 15/10/2021 13:48  Atualizado: 15/10/2021 13:48
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: Brasileira
Mensagens: 1600
 Re: O Fim do Paredão?
.
Infelizmente é o futuro. Como um porco não conhece o valor de uma jóia em seu focinho assim a maioria da população não tem entendimento do valor além da palavra educação. Os jovens também precisam estar de alguma maneira ocupados.
Eu costumo escutar as notícias e mais um argumento para acontecimentos futuros:

Em um dia eu escutei que bandidos estavam assaltando em condomínio de classe alta .
E no outro dia o juiz negou liberdade a uma mãe de família por roubar vinte e um reais.

Não justifico os assaltantes mas também deveria ter outra opção para a mãe de família.

E nisso tudo todos saem perdendo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 17/10/2021 02:37  Atualizado: 17/10/2021 02:41
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 17496
 Re: O Fim do Paredão? Não. Na verdade, espero mais segurança nos paredões, nas ruas, nas grandes metrópoles...
Poeta
Essa festa de rua"o famoso paredão" não é novidade, sempre existiu e atrai pessoas de todas as idades, principalmente jovens. Por ser uma festa de rua, as pessoas ficam expostas, como no carnaval ou na micareta. A diferença é que essas últimas festas citadas são organizadas pelas prefeituras, recebem mega estrutura e forte policiamento e o paredão não. Tanto o governador quanto o deputado estão de acordo que "os paredões" devem ser proibidos, mas podem ser liberados se houver policiamento e autorização da prefeitura.
Acho engraçado que os dois têm a mesma opinião, nenhum deles tem a visão do caro amigo (cultura de sortilégios). Que visão pejorativa, amigo. O que há de errado com "bailes de funk"(populares no Rio de Janeiro) e "paredões"? Penso que casas de shows, bares com música ao vivo, festas de carnaval e micaretas também possuem som alto, bebidas, sensualidade, tráfico de drogas e podem acabar com brigas e vítimas fatais (apesar de todo o policiamento).
Desse modo, marginalizar "os paredões" não é muito legal!
Não é a festa que gera a violência e sim a festa e a população que são afetadas com a violência. A violência que acaba com as festas populares e até com o turismo em muitas cidades, como é o exemplo de Salvador e do Rio de Janeiro.
Tenho muito receio de ir a qualquer festa de rua, porque a segurança pública é caótica. Sinto muito pelas vítimas e apoio a decisão do governador, mas discordo com a ideia trazida no texto que "paredões" exaltam a cultura da violência.
Abraço!
Janna

Enviado por Tópico
(Namastibet)
Publicado: 19/10/2021 15:15  Atualizado: 20/10/2021 10:20
Subscritor
Usuário desde: 18/08/2021
Localidade: Azeitão, Setúbal, Portugal
Mensagens: 1122
 O Fim do Perdão ? (músicas vis ? )
(por exemplo?)

































































Danças lascivas, letras libidinosas e imorais ?, por favor, isso não existe ...


Não sejais tacanhos, não culpeis seja qual tipo de musica por isto ou por aquilo senão mais pareceis "Gestapos", estupores dos costumes que culpavam judeus, ciganos e homossexuais até pelas pragas de ratazanas, que afinal eram eles próprios, ratazanas uniformizadas nazis SS, que não voltemos ao mesmo, viva a Maria e a Joana, viva a libertinagem, VIVA A MUSICA e a liberdade de toda e qualquer forma, evoluamos acima de caroços ... porra










































Enviado por Tópico
Mr.Sergius
Publicado: 20/10/2021 02:11  Atualizado: 20/10/2021 02:11
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2018
Localidade: Luxor (Egito) / काठमाडौं (Nepal)
Mensagens: 1262
 Re: O Fim do Paredão?
Esses "paredões" são o produto do que as gerações vem recebendo como (falta de) cultura. A música sórdida e indecorosa que ali toca é o reflexo do que essa geração recebe de educação, em casa e formal.
As escolas, destruídas pelos fomentadores de políticas chamadas de esquerdas, não mais educam ou ensinam depois que foi instituído o sistema de 'progressão continuada'. Nem o conhecimento didático e nem o social. Os professores são reféns dos alunos.
As famílias desestruturadas, pressionadas pela invasão do "politicamente correto" educam as crianças como reizinhos que tudo podem e são brevemente cooptadas pela criminalidade.
Há pessoas descomprometidas com os resultados nefastos que essa onda de contra cultura gera, que a tratam como legítima manifestação da juventude. Danças lascivas, letras libidinosas e imorais, instigação ao uso de drogas e exaltação da criminalidade em especial o tráfico. Esse é o panorama dos bailes funk, paredões e pancadões, que com raras exceções que só confirmam a tese, se constituem em mais uma investida no sentido de desestabilizar a família que é o núcleo do que há de bom. É lamentável assistir a tamanha degradação.
Parabéns pela atenção ao fato que deve ser olhado com compromisso pelas pessoas de bom de senso a fim de separar o joio do trigo. Saudações.


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 20/10/2021 21:38  Atualizado: 20/10/2021 22:21
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 17496
 Re: O Fim do Paredão?? Para Mr. Sergius
Amigo, li seu comentário e não me contive!, mas peço, antecipadamente, que não se sinta ofendido.
Fiquei muito desapontada com o seu comentário "esnobe".
Que discurso preconceituoso foi este?
Cultura de negro, de favela, de comunidade, de pobre é falta de cultura? É exaltação da criminalidade, em especial ao tráfico? As raras exceções devem ser as mesmas festas, mas com um público diferente/inverso, os paredões, pancadões e bailes de funk da zona sul ou os genéricos com nomes mais chiques. Fiquei boquiaberta, sem comentários.
Pobre em festa usando drogas é traficante, rico em festa, na zona sul, usando drogas é o que? Pobre com arma na mão é bandido, rico com arma na mão é pessoa do bem que vota na direita. Depois a esquerda que é destrutiva. Isso tinha mesmo que virar embate político?
Humildemente, peço que reveja seus valores, conceitos, pesquise sobre a origem do funk, do hip hop, das danças ou coreografias e como movimentos artísticos de rua, como estes, transformaram a vida de muitos jovens e de suas famílias, livrando-os inclusive do tráfico e do mundo do crime. Descobrirá que cometeu um grande equívoco, porque uma coisa é você não gostar do estilo musical, das danças, mas um comentário deste é inaceitável, isso sim, configura-se como falta de cultura, de postura e de senso.
Você "escancarou" de vez, separou realmente o joio do trigo. Seu pensamento ficou explícito. Confesso que fiquei muito triste com seus argumentos indecorosos.
Enfim não são as políticas de esquerda que destroem a sociedade, são pensamentos e atitudes separatistas como estas.
Abraço!
Janna

Enviado por Tópico
ZESILVEIRADOBRASIL
Publicado: 14/11/2021 14:09  Atualizado: 14/11/2021 14:09
Membro de honra
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 799
 Re: O Fim do Paredão?


CULTURA???