https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sombrios : 

A Dama da Morte

 
A Dama da Morte


Open in new window





​Dama negra de excelso valor, negro palor
Que na face mostra seu verdadeiro sentido,
Ela nunca deixa de ser aquela dama que
Todos temem em sua plena e perfeita forma.




No luto recôndito e infeliz, ela tem sua
Morada, de todos os sentimentos ela
Assemelha-se ao luto apaixonado,
A eterna paixão desmedida, e nunca
Vive sem ter diante de si a morte.




Dama da morte, sempre ansiosa em ver
Os malditos cadáveres expostos em ignomínia,
Desgraça, infelicidade, ela é a própria face
Da morte e da penúria misturadas em uma só.




Ela nunca deixará a morte, pois dentro dela
A morte é um caminho sempre a seguir,
Ela caminhará de mãos dadas com aquela
Cujo hálito está sempre manchado com
As marcas negras da decomposição!






 
Autor
Lud
Autor
 
Texto
Data
Leituras
373
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.