https://www.poetris.com/
Poemas : 

Verniz

 
O dia não abraçou
a efeméride
o aniversário dispensou aquele tudo-nada
e guardou o coração na mudez
do corpo.

A luz desprendeu-se do rosto
esqueceu-se de decifrar a sintaxe
castigou a morfologia
das palavras.

Betumaram-se as fendas
as manchas foram isoladas
o chão replantado.

Já não há penalização para a dor.

 
Autor
idália
Autor
 
Texto
Data
Leituras
82
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Katz
Publicado: 28/05/2022 12:38  Atualizado: 28/05/2022 12:38
Muito Participativo
Usuário desde: 12/02/2022
Localidade:
Mensagens: 55
 Re: Verniz
Que leveza!
Maravilhosa sua composição.

Feliz em te ler!

Um grande beijo

Chris