https://www.poetris.com/
Poemas : 

Em vão fujo de mim

 
O silêncio escorre pelos sulcos do tempo
rompe os ruídos da noite.
Encaro os espelhos resignados
e arrumo os meus sonhos
de tranças desfeitas e olhares demorados.

Sinto as pálpebras vergadas
às paredes indecifráveis da memória
sílabas confusas estilhaçam
o centro da palavra.

Recorto vultos em páginas
opacas
em busca de caminhos à solta
e raízes ao vento
sementes do pensamento.

Em vão fujo de mim
sem rumo na linha do horizonte
nem céu que sobrevoe a mudez dos pássaros.


 
Autor
idália
Autor
 
Texto
Data
Leituras
118
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
19 pontos
5
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rafael007
Publicado: 30/07/2022 09:45  Atualizado: 30/07/2022 09:45
Super Participativo
Usuário desde: 22/09/2017
Localidade: São Paulo, Brasil
Mensagens: 192
 Re: Em vão fujo de mim
Belíssimo poema, Idália!!!

Abraço!!


Enviado por Tópico
HELDER-DUARTE
Publicado: 04/08/2022 09:35  Atualizado: 04/08/2022 09:35
Colaborador
Usuário desde: 24/11/2006
Localidade: Albufeira
Mensagens: 771
 Re: Em vão fujo de mim
Seremos sempre nós!Desde que o sejamos no bem! Sempre no bem! Abraço!

Enviado por Tópico
HELDER-DUARTE
Publicado: 04/08/2022 09:35  Atualizado: 04/08/2022 09:35
Colaborador
Usuário desde: 24/11/2006
Localidade: Albufeira
Mensagens: 771
 Re: Em vão fujo de mim
Seremos sempre nós!Desde que o sejamos no bem! Sempre no bem! Abraço!