https://www.poetris.com/
Poemas : 

Alma viajante

 
É na noite que me calo
e escuto o silêncio chegar
devagar.
É na noite que me dispo
do que outros me vestiram
abandono o que não é meu
e deixo-me ir devagarinho
abraçada a morfeu.
É na noite que os sonhos
fogem da minha mão
esgueiram-se por entre o tempo
ganham outra dimensão.
E é na noite, que liberta,
minha alma viajante
veste a pele de aventureira
livre, mulher, amante
foge de mim matreira
p' ra entrar nos sonhos teus
p' ra viver-te nos sonhos meus.


Marina Neuza Barbosa

 
Autor
Marineuza
Autor
 
Texto
Data
Leituras
184
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
4
5
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 13/06/2022 20:44  Atualizado: 13/06/2022 20:44
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29799
 Re: Alma viajante
O sonho á uma essência que vem do consciente se faz no pensamento uma miragem da realidade. Sonhos são manifestações dos desejos e ansiedades mais profundos, muitas vezes relacionados as coisa vividas..martisns


Enviado por Tópico
Abissal
Publicado: 17/06/2022 12:32  Atualizado: 17/06/2022 12:32
Da casa!
Usuário desde: 27/10/2021
Localidade:
Mensagens: 258
 Re: Alma viajante
O silêncio é um bom conselheiro. Gostei de ler mais este teu poema.
Abraço