https://www.poetris.com/
Poemas -> Surrealistas : 

Colheita

 
Tags:  cause  
 



Todos eles são sombras e caem
Todos em fileiras dos descrentes
Aliciados por uma mácula ausente
Um apelo de vícios a se cercarem

Todos os dias úmidos da exclusão
Paredes viradas ao avesso da mão
Não! Colheita e degrau da palavra
Não! Sem óbulos de sua chegada

Qualquer precipício e alvo desigual
A corda que desdenha de um final
Não é a lembrança que contamina

Não é a vertigem rastreada e ínfima
O declamar de poemas disformes
Disparar do aço à linha que se dissolve





Tão devota de si,





 
Autor
Palestrino
 
Texto
Data
Leituras
189
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.