Poemas -> Desilusão : 

...um abraço,iria servir

 
Tags:  poesia    ser    introspeção  
 
tinha prometido voltar,
não faria mal o amarelo das paredes,
os olhos descolorados pela ausência de esperança,...

até escrever sem alma,
a pior desonra de um ser humano,...

estava de regresso,
ao sítio onde a felicidade tinha tido
mais significado,
onde nela tinham cabido mais pessoas,...

e tudo seria como dantes,
normal,
não excecional porque isso é ficcional,...

e um abraço,
iria servir


Ruacuzuaco

 
Autor
ruacuzuaco
 
Texto
Data
Leituras
138
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
4
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 17/06/2024 00:48  Atualizado: 17/06/2024 00:48
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18440
 Re: ...um abraço,iria servir
Tinha tentado não gostar (mentira). Mas isso é algo impossível por cá. Gosto, e cada vez que volto gosto mais. Bjs


Enviado por Tópico
Beatrix
Publicado: 18/06/2024 14:02  Atualizado: 18/06/2024 14:02
Super Participativo
Usuário desde: 23/05/2024
Localidade:
Mensagens: 168
 Re: ...um abraço,iria servir / ruacuzuaco
-
Olá.
Pois se não gostou assim tanto do que escreveu, tenho a dizer-lhe que eu adorei.
O poema inteiro. O amarelo das paredes que podia ser dos olhos, a desesperança porque o passado passou e o normal é normal, e não excecional. E a pior desonra do ser humano não é não ter alma. É escrever sem ela.
O excecional é ficção, mas a felicidade esteve presente, de alguma forma, antes de voltar...

Julgo que será um dos lusopoetas que mais me apraz ler, neste momento.
Parabéns. Escreve muito, muito bem e para quem o lê, os seus textos são verdadeiros banquetes onde se tenta descobrir a receita de cada um dos pratos.
É continuar, nem que seja pelo abraço...

Beatrix.