https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

AMO-TE MAS TEMO

 
Amo-te! Sinto isso com mui furor,
Mas ’stou com medo do meu coração,
’Stou com medo de outra desilusão,
Estou com medo que finde este amor.

Amo-te com da alma todo o vigor,
Mas temo que só seja excitação
De uma quente paixão sem duração,
Temo que desapareça este ardor.

Temo, porque muitas vezes cantei
Que o querido amor prà eternidade
Para a minha alma encontrei,

E sempre a desenterrar acabei
Que só eram emoções de brevidade.
E é disso que temo a proximidade.


Marinho de Pina



________________________________________________
[size=small]Se te comentei, subentenda-se que gostei do texto, logo não preciso dizer que gostei.

Se não te comentei, possívelmente não te li, ou então não sei dizer nada sobre...

 
Autor
Marinheski
 
Texto
Data
Leituras
1338
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/04/2007 07:07  Atualizado: 01/04/2007 07:07
 Re: AMO-TE MAS TEMO
Não tenhas medo,se sentes vontade de amar não temas.

Esta lindo

Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 05/08/2007 17:34  Atualizado: 05/08/2007 17:34
Colaborador
Usuário desde: 23/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6868
 Re: AMO-TE MAS TEMO
Por que temer o dom do amor? Que fez com que seus versos voassem pelo vento? Moço poeta, tu tens a lira a seu favor...o amor certamente estará também. Abraço, Ledalge.