https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Liberdade! Liberdade.

 
Liberdade!Liberdade, liberdade.
A vontade dos inocentes,
a verdade dos oprimidos entre dentes,
e destes não se livra a consciência,
Liberdade!Liberdade e paciência.

voos rasantes á imaginação dos demais,
E quantos nos faltam que se consideram a mais.
Brutal, o sentimento de impotencia,
LIberdade!Liberdade e paciência...

Os rotolos, exteriotipos, que matam,
Os protótipos que são substituídos por outros tipos,
Mais dentro, mais fashion, mais típicos,
Enganados quanto ao que são e onde são especiais,
"normaizinhos" mediocremente faciais.

Sobe o tom da revoltância, militância na revolução,
Deixa de ter tal importância, impossibilização.
Estranho ser e ter esta capacidade de me adaptar,
Liberdade! Liberdade e voar!

 
Autor
O_Poeta_Chanfrado
 
Texto
Data
Leituras
713
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Histeroneurastenia
Publicado: 15/05/2009 23:20  Atualizado: 15/05/2009 23:20
Muito Participativo
Usuário desde: 04/09/2007
Localidade:
Mensagens: 77
 Re: Liberdade! Liberdade.
Este poema transparece muita euforia :)
Gostei particularmente desta estrofe:

"Os rótulos, estereótipos, que matam,
Os protótipos que são substituídos por outros tipos,
Mais dentro, mais fashion, mais típicos,
Enganados quanto ao que são e onde são especiais,
"normaizinhos" mediocremente faciais."


Vivemos num mundo feito de aparências, onde praticamente as pessoas são todas iguais por fora e é bom que sejam, ou são apontadas e gozadas. Vivemos no século XXI, diz-se, e cantamos aos céus que somos muito "open minded", mas a verdade é que a maioria desta gente continua a mesma retrógrada de sempre! No fundo continuamos todos hipócritas.


Enviado por Tópico
Esther
Publicado: 22/05/2009 20:45  Atualizado: 22/05/2009 20:45
Da casa!
Usuário desde: 17/12/2008
Localidade: Recife- PE- Brasil
Mensagens: 346
 Re: Liberdade! Liberdade.
Olá...Ótima noite!Gostei imenso do teu poetar.

Liberdade, liberdade,
libertos os livres não o são!
Sendo presa sou livre...
Sendo livre, louca sou!
Cadeias,laços,elos,cordas,aço...
Vivemos invisíveis prisões,
Quem é livre?
Somos todos presos...
A conceitos, preconceitos,
dogmas, ética, moral,convenções...
Somos limitados e delimitados
e os que ultrapassam o senso da razão:
Tidos por LOUCOS são,
Então...Quem é livre?