https://www.poetris.com/

 
« 1 2 (3) 4 5 6 »
Offline
josejorgefrade
Em Branco Frio
em branco frio se ofusca solidão de alma, a minha, ardente e sozinha; na palidez fria se enros...
Enviado por josejorgefrade
em 29/07/2008 12:25:33
Offline
josejorgefrade
Queria Ter Nos Meus Versos
queria ter nos meus versos a água da chuva ou a das lágrimas puras como as do meu filho e quer...
Enviado por josejorgefrade
em 29/07/2008 12:24:30
Offline
josejorgefrade
De Novo O Poema
nos afluentes das lágrimas o encontro, o enlace, de novo a partida, a subida do amor o choro d...
Enviado por josejorgefrade
em 28/07/2008 10:25:07
Offline
josejorgefrade
Corpos
Teu corpo é arco na ponta dos meus dedos três leves polpas na flor da minha mão com que inflamo...
Enviado por josejorgefrade
em 28/07/2008 10:23:07
Offline
josejorgefrade
Todos Os Dias
Quero fazer-te um poema que seja como eu te vejo todos os dias que seja como fazer-te crescer ...
Enviado por josejorgefrade
em 28/07/2008 10:22:11
Offline
josejorgefrade
choro...
Muito chora quem nos ama, desejando-nos ditosa a Vida; entretece o destino a trama, na lama sof...
Enviado por josejorgefrade
em 28/07/2008 10:19:25
Offline
josejorgefrade
No Nosso Dia
Como posso manter de mim a fronteira luminosa, a identidade dos horizontes puros, neste sórdido...
Enviado por josejorgefrade
em 28/07/2008 10:18:32
Offline
josejorgefrade
pelas horas...
pelas horas mais cansadas se arrastam meus lentos dedos agora roxos, na pele da tua ausência, i...
Enviado por josejorgefrade
em 26/07/2008 09:18:38
Offline
josejorgefrade
anos passados
anos passados, décadas, mantém-se a música que respiras, puro ar, olhar amplo e horizontal com...
Enviado por josejorgefrade
em 26/07/2008 09:17:10
Offline
josejorgefrade
hoje
hoje, que renasce o sopro imaterial, sulcando os ares, invisível e permanente, hoje para o cé...
Enviado por josejorgefrade
em 26/07/2008 09:15:24
Offline
josejorgefrade
eu que de mim...
eu que de mim nada dizia vagueia-me a alma, algures entre montanhas distantes, Machu-Pichu e La...
Enviado por josejorgefrade
em 26/07/2008 09:14:30
Offline
josejorgefrade
Opus Brevis
lentamente em leves toques, passo a passo vou criando as tuas formas. linha a linha surgem os...
Enviado por josejorgefrade
em 26/07/2008 09:11:24
Offline
josejorgefrade
Manhã
Saio para a manhã e bebo o ar fresco, vivo, leve caminho sobre os passos; alimento-me de asas,...
Enviado por josejorgefrade
em 24/07/2008 00:25:39
Offline
josejorgefrade
Tentação
Deitada estavas em repouso, reluzente em tua pele de ébano. Enovelaram-se ideias na tua imagem...
Enviado por josejorgefrade
em 24/07/2008 00:24:42
Offline
josejorgefrade
A Travessia
Amanhecer, sobre o rio, da margem sul. Suspenso o tempo num limbo de céu e águas de azul cinzent...
Enviado por josejorgefrade
em 24/07/2008 00:19:52
Offline
josejorgefrade
Génesis
Soubemos, num dia de Junho de 80, que virias ter connosco, que nos trarias a tua desejada presen...
Enviado por josejorgefrade
em 24/07/2008 00:18:25
Offline
josejorgefrade
Todos
Caminhando pelo cais, Domingos fala com ternura das armas do seu ofício, plainas, machadinhas e...
Enviado por josejorgefrade
em 24/07/2008 00:17:16
Offline
josejorgefrade
A Escrita
Naquele dia, os amigos debatiam as suas diferentes concepções da escrita: Wirsung analiticamente...
Enviado por josejorgefrade
em 22/07/2008 20:41:07
Offline
josejorgefrade
O Que Nos Rege
Agora é Ana que fala, da ciência da interpretação dos barómetros: -“Quando, depois de longo perí...
Enviado por josejorgefrade
em 22/07/2008 20:39:44
Offline
josejorgefrade
Medindo Águas
-“Na extremidade mais grossa do prumo de mão há uma cavidade que se enche de sebo, para trazer u...
Enviado por josejorgefrade
em 22/07/2008 20:38:31
« 1 2 (3) 4 5 6 »