https://www.poetris.com/

 
« 1 ... 25 26 27 (28) 29 30 31 »
Offline
Liliana Jardim
Esquizofrenia
As vozes assolam a minha mente Penetram mais e mais, murmurando ordens insanas Já n...
Enviado por Liliana Jardim
em 11/02/2008 23:05:20
Offline
Liliana Jardim
Correio da morte
Sinto-me só, destruí a minha vida, perdi os amigos E por um tempo o meu efémero destino Os pensam...
Enviado por Liliana Jardim
em 09/02/2008 22:03:48
Offline
Liliana Jardim
Fascinação
São só palavras escritas Faladas, possantes Suaves, meigas Invadindo A alma O corp...
Enviado por Liliana Jardim
em 06/02/2008 21:53:21
Offline
Liliana Jardim
És a minha brisa
És a minha brisa Que sopra de mansinho Doces palavras de carinho Mitigando a minh...
Enviado por Liliana Jardim
em 04/02/2008 21:32:46
Offline
Liliana Jardim
Serei poeta?
Serei poeta? Não sei… Só sei que esculpo no papel O que minha alma sente Dizem que o poeta é um ...
Enviado por Liliana Jardim
em 03/02/2008 04:01:02
Offline
Liliana Jardim
Permaneço, espero…
Visto-me de nuvem Abraço o céu Beijo a lua Aqueço-me ao sol Esvoaço feliz, suavem...
Enviado por Liliana Jardim
em 01/02/2008 13:06:00
Offline
Liliana Jardim
Não os deixem desistir, amigos lusos
Imagem retirada do google Corpos cansados Sem animo para lutar Almas despedaçadas ...
Enviado por Liliana Jardim
em 30/01/2008 21:29:22
Offline
Liliana Jardim
Fica, olha-me…queima-me….
Brilha nos olhos o código do silêncio Calam-se as palavras que a alma sente O cora...
Enviado por Liliana Jardim
em 29/01/2008 03:41:02
Offline
Liliana Jardim
Se eu fosse poderosa
Se eu fosse poderosa Acabava com a aridez do solo, onde a fome é mendiga Se...
Enviado por Liliana Jardim
em 27/01/2008 22:19:49
Offline
Liliana Jardim
Abismo sensorial
Perco-me nesse abismo sensorial Já nem sei quem sou Alimento-me da êxtase perman...
Enviado por Liliana Jardim
em 24/01/2008 23:30:39
Offline
Liliana Jardim
Vem
Contemplo a linha do horizonte Lá onde o céu e o mar se unem Procuro-te, mas não ...
Enviado por Liliana Jardim
em 23/01/2008 23:27:03
Offline
Liliana Jardim
Expressão divina
As notas soltam-se suavemente Os instrumentos aprimoram-se A melodia define-se A voz divina ecoa...
Enviado por Liliana Jardim
em 21/01/2008 22:06:06
Offline
Liliana Jardim
Reflictam comigo, amigos Lusos
Um dia perguntaram ao DALAI LAMA “O que mais te surpreende na humanidade?” E ele respondeu: “O...
Enviado por Liliana Jardim
em 21/01/2008 01:37:52
Offline
Liliana Jardim
Alma poética
Palavras esculpidas Em papel inerte Pedaços da alma poética De quem padece no ...
Enviado por Liliana Jardim
em 19/01/2008 03:03:46
Offline
Liliana Jardim
Mãos que se entrelaçam
Mãos que se entrelaçam Sequiosas de contacto Acariciam-se vorazmente Numa dança de ...
Enviado por Liliana Jardim
em 16/01/2008 00:22:10
Offline
Liliana Jardim
Lá no infinito…
Minha alma deixa-se acariciar Pelo sopro do teu pensamento Suave, sussurrante, emb...
Enviado por Liliana Jardim
em 13/01/2008 21:05:50
Offline
Liliana Jardim
Como é que tu estás
Como é que tu estás Desde que tudo ocorreu? Estás feliz assim, Ou sentes saudades ...
Enviado por Liliana Jardim
em 09/01/2008 03:47:49
Offline
Liliana Jardim
O desejo
"O desejo está para o ser humano, como o oxigénio está para o pulmão. Afo...
Enviado por Liliana Jardim
em 04/01/2008 22:32:43
Offline
Liliana Jardim
Interminável noite
Olho o escuro horizonte da noite Iluminado pela luz artificial do meu consciente A ...
Enviado por Liliana Jardim
em 04/01/2008 05:01:46
Offline
Liliana Jardim
Olho-te atentamente
Debruço-me sobre ti, olho-te atentamente Dormes agitado, o sono da velhice Nas tuas rugas, vislum...
Enviado por Liliana Jardim
em 30/12/2007 03:20:52
« 1 ... 25 26 27 (28) 29 30 31 »