https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 6 »
Offline
Jorge-Santos
Morri por ter vivido nu ...
Tudo é eterno enquanto dura, O choro de um recém-nascido, O riso, o pranto, a vontade do a...
Enviado por Jorge-Santos
em 20/10/2019 20:28:54
Offline
Jorge-Santos
Dreaming Of A Better World
Olho sem ciência o horizonte que não descansa, Uma gaivota gritando significa que está ped...
Enviado por Jorge-Santos
em 17/10/2019 12:16:10
Offline
Jorge-Santos
Indigno eu
Escritor mecânico e doente, incurável monstro, Indigno eu, organismo morto, sem paladar Ou ...
Enviado por Jorge-Santos
em 13/09/2019 11:58:07
Offline
Jorge-Santos
Venho de uma pequena ciência,
Ao pousar do vento Anabático Despenha-se-me o pensamento, A lógica, o valor e o signi...
Enviado por Jorge-Santos
em 12/09/2019 10:54:42
Offline
Jorge-Santos
Ranho e linho...
Alma e pele, Espero por mim, eu próprio, dias Incógnitos e mudos, sonhamos depois, ...
Enviado por Jorge-Santos
em 29/07/2019 09:41:32
Offline
Jorge-Santos
Escrevo o que ninguém escuta ...
Escrevo o que ninguém escuta eu dizer, Se me manifesto pela saliva do nariz, Salvo a consci...
Enviado por Jorge-Santos
em 13/07/2019 10:44:38
Offline
Jorge-Santos
Supondo-me desperto
Despertei não sei do quê nem como, Se ainda durmo um tardio febril sonho Vestido a luto ou se ...
Enviado por Jorge-Santos
em 13/06/2019 18:10:11
Offline
Jorge-Santos
Tesoureiros da luz,
Tesoureiros da luz, Tenho alma de cão pastor cego, Sinto nas galáxias o que não vejo Cá ba...
Enviado por Jorge-Santos
em 19/04/2019 15:56:53
Offline
Jorge-Santos
O erro de Descartes ...
O erro de Descartes O erro da ciência é considerar Como um fungo, o pé de atleta. Descart...
Enviado por Jorge-Santos
em 04/04/2019 15:53:58
Offline
Jorge-Santos
Certidão de procedência
Certidão de procedência Qualquer coisa em mim se parece agora mais comigo, Pálpebras de be...
Enviado por Jorge-Santos
em 01/04/2019 18:27:23
Offline
Jorge-Santos
Cego debruçado em via-estreita
Há palavras de vulgar despojo, Pois porque o normal é dar, logo Eu me dou, de mim própr...
Enviado por Jorge-Santos
em 12/01/2019 21:05:06
Offline
Jorge-Santos
Ou eu me não chame de Antônio ...
Ou eu me não chame de Antônio, Nem de António Manuel. Sou o antónimo dos argumentos E i...
Enviado por Jorge-Santos
em 16/12/2018 15:53:37
Offline
Jorge-Santos
O mar que não tem a Lua ...
O mar que não tem a Lua, É real não tanto quant'eu, Nela me vejo, aquando prenhe Ou Lu...
Enviado por Jorge-Santos
em 15/12/2018 19:17:27
Offline
Jorge-Santos
Despido de tudo quanto sou...
Andei distraído procurando o que não via Nem vejo, visto que sou pequeno, Viro o rost...
Enviado por Jorge-Santos
em 30/11/2018 11:01:59
Offline
Jorge-Santos
Botto
Filho de Botto é homem, Sente e sabe falar, Assim todas as criaturas e o mar, Liberdad...
Enviado por Jorge-Santos
em 03/11/2018 19:42:32
Offline
Jorge-Santos
O poema d'hoje não é diferente ...
O poema d'hoje não é diferente, O poema de hoje, Lembra-me uma nova canção Da rádio,...
Enviado por Jorge-Santos
em 03/11/2018 19:14:09
Offline
Jorge-Santos
Subtil ....
Subtil o que sofro, Quero sentir de outra forma pois sinto Em forma de nada o meu q...
Enviado por Jorge-Santos
em 04/09/2018 20:46:35
Offline
Jorge-Santos
Sofro por não ter falta,
Sofro por não ter falta, Ausência se faz sentindo A mesma falta, a partir Do que não é pr...
Enviado por Jorge-Santos
em 14/08/2018 22:00:30
Offline
Jorge-Santos
Temo as sombras e o burburinho...
Temo as sombras e o burburinho ... Temo as sombras e o burburinho, Temo este m...
Enviado por Jorge-Santos
em 14/08/2018 12:32:28
Offline
Jorge-Santos
Ridículo q.b...
Há música na palavra dita... Há música nas palavras ditas, Não ouso cantar Em publico, si...
Enviado por Jorge-Santos
em 10/08/2018 10:30:02
(1) 2 3 4 ... 6 »