https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 »
Offline
idália
Tela de silêncios
Mergulho as mãos nos silêncios do tempo e em palavras não ditas reinvento o sentido invisível do...
Enviado por idália
em 01/12/2022 14:50:00
Offline
idália
Deixar acontecer
Neste dia eu queria apenas existir. Ser eu aquilo que eu sou e transpareço. Queria não ser casa...
Enviado por idália
em 27/11/2022 14:09:14
Offline
idália
Partidas
E hoje há um perfil aberto ao vento contraditório de novembro. As partidas fundem-se no meu c...
Enviado por idália
em 24/11/2022 13:43:36
Offline
idália
Tempo maduro
Este seria o tempo de semear poemas sem as sobras gastas de letras arrancadas a teclas cobertas p...
Enviado por idália
em 22/11/2022 13:59:31
Offline
idália
Ébrios de mar
Cantam os rios ébrios de mar. Hão de marear _ digo-lhes eu _ Hão de flutuar os rios. Erguer-se ...
Enviado por idália
em 20/11/2022 19:19:44
Offline
idália
Rosa dos ventos
Os sons cinza recuam no asfalto permanecem no epílogo como são as mãos acalmam a escuridão e a n...
Enviado por idália
em 19/11/2022 13:37:41
Offline
idália
Sal e silêncio
Numa tela cor-de-tempo pinto o pensamento em traços de um sonho ténue que ao de leve nos tocou a...
Enviado por idália
em 14/11/2022 15:55:18
Offline
idália
Fluindo
Fluindo fruindo água nítida inocente sempre sempre e a vida vai por dentro cristal...
Enviado por idália
em 12/11/2022 14:35:41
Offline
idália
(Re)nascer em ti
Encontrei-te e no fogo de ti fecundei a vida e em mim renasci. Em ti escrevi o poema, reconstruí...
Enviado por idália
em 18/09/2022 08:33:17
Offline
idália
Viajar entre versos
Passo e vou deixando ecos de mim em todos os espelhos. Ficam olhares presos nos tempos, a pele co...
Enviado por idália
em 16/09/2022 12:02:15
Offline
idália
A estrada
Por toda a casa a migração das palavras [a serem portas fechadas dentro de mim] sem tempo sem l...
Enviado por idália
em 14/09/2022 09:11:32
Offline
idália
Eu prometo que voarei contigo
Se quiseres dizer de ti em palavras incompletas ou repletas de luar repara que eu estou aqui reco...
Enviado por idália
em 13/09/2022 07:38:00
Offline
idália
A luz do silêncio
Apreendo agora a luz do silêncio e devagarinho desenho uma réstia de sol por entre as águas pura...
Enviado por idália
em 12/09/2022 07:03:27
Offline
idália
Os meus olhos lá fora
Com o exílio das palavras regresso a memórias incertas e afogo a voz no vazio infindo das esperas...
Enviado por idália
em 10/09/2022 09:02:47
Offline
idália
Palavras cor-de-mar
A estiagem transparente adormece-me indolente a vontade cor-de-mar. Por mim passam rios de areia ...
Enviado por idália
em 09/09/2022 09:44:28
Offline
idália
A recontagem dos silêncios
Multiplicam-se as ondas de pontos de interrogação que os teus monossílabos fazem agitar. Solto a...
Enviado por idália
em 07/09/2022 07:39:15
Offline
idália
Paz
Deito-me num rio de silêncio e como quem procura saciar-se de luz escuto a pulsação da palavra e ...
Enviado por idália
em 06/09/2022 08:10:53
Offline
idália
Limiar da sombra
Regressei, com os matizes do outono, à ilusória aparência, na dualidade do ser. Renovei as tinta...
Enviado por idália
em 05/09/2022 13:04:24
Offline
idália
Estava só...
Estava só e chorou… Deixara amores e amigos, horizontes de ouro e azul. Porte frágil, fino. Trému...
Enviado por idália
em 04/09/2022 11:43:38
Offline
idália
Correntes
Refletem no olhar furtivas imagens de um tempo parado em esbatidas lembranças passeiam os silênc...
Enviado por idália
em 03/09/2022 09:06:17
(1) 2 3 4 »