(1) 2 3 4 ... 33 »
Offline
LucianoSpagnol
DESENCONTRO
Que sorte forasteira é esta Que caminha sem sentido Riscando rumo partido E pouca ventura emprest...
Enviado por LucianoSpagnol
em 22/05/2017 15:11:10
Offline
LucianoSpagnol
ENTRE SOMBRAS (soneto)
Ao pé de mim vem o entardecer sentar No cerrado, a noite desce, sombreando Vem ter comigo hora pe...
Enviado por LucianoSpagnol
em 22/05/2017 00:39:59
Offline
LucianoSpagnol
APENAS POETA (soneto)
APENAS POETA O silêncio cai solitário neste coração amante São ruídos que aram a alma profundam...
Enviado por LucianoSpagnol
em 20/05/2017 10:28:41
Offline
LucianoSpagnol
DENTRO DA TARDE
A tarde seca e fria, de maio, do cerrado Cheia de melancolia, deita o fim do dia Sobre cabelos de...
Enviado por LucianoSpagnol
em 19/05/2017 21:41:26
Offline
LucianoSpagnol
AURORA NO CERRADO (soneto)
Admirar-te enlevado na tua hora Parindo no horizonte do cerrado És tu oh virginal e formosa auror...
Enviado por LucianoSpagnol
em 19/05/2017 14:44:15
Offline
LucianoSpagnol
SONETO NA MADRUGADA
No cerrado, numa certa madrugada Sem saber se parava ou caminhava Se me desiludia ou se me encant...
Enviado por LucianoSpagnol
em 17/05/2017 16:50:32
Offline
LucianoSpagnol
TEM DOR...
Tem dor que dói pra valer Tem dor que passa rapidamente As que te fazem outro querer E as que fic...
Enviado por LucianoSpagnol
em 16/05/2017 11:58:49
Offline
LucianoSpagnol
MADRUGADA
Do fundo do meu quarto no cerrado Ouço a madrugada, de tão silenciosa Que faz do vento trautear d...
Enviado por LucianoSpagnol
em 15/05/2017 16:19:56
Offline
LucianoSpagnol
REFLEXAO DE UM ADEUS (soneto)
Calado, ouvindo o silêncio ranger Imerso no pensamento solitário Gritante no peito o medo a bater...
Enviado por LucianoSpagnol
em 14/05/2017 19:18:44
Offline
LucianoSpagnol
SÍSIFO
Vai e volta, vinda e partida, recomeço Aí é o tal preço, nesse caminho duro Da vida, afinal se nã...
Enviado por LucianoSpagnol
em 14/05/2017 13:32:32
Offline
LucianoSpagnol
DESIGUAL (soneto)
No passo, tateio a loucura que figa Vagando na rígida profundidade Duma lucidez de só ver a metad...
Enviado por LucianoSpagnol
em 02/05/2017 11:28:21
Offline
LucianoSpagnol
ALMA DESERTA (soneto)
A minha alma está deserta Oca de silêncio, de barulho Deserta de presença, oferta O sonho tornou ...
Enviado por LucianoSpagnol
em 01/05/2017 11:59:21
Offline
LucianoSpagnol
A ALMA DO CERRADO
De alma pacata De sol encarnado O plural desata A vida do cerrado Suspiro e gemido Folha aveluda...
Enviado por LucianoSpagnol
em 01/05/2017 10:27:39
Offline
LucianoSpagnol
PALAVRAS ALADAS (soneto)
Os juramentos jurados nas palavras aladas Entrelaçadas nas promessas do amanhecer Envolvam nossa ...
Enviado por LucianoSpagnol
em 24/04/2017 12:01:22
Offline
LucianoSpagnol
ALGUNS VERSOS (soneto)
Alguns versos vazios, diáfano, me espiam Atrás da luz natural do cerrado afogueado Inquietos no q...
Enviado por LucianoSpagnol
em 23/04/2017 12:02:44
Offline
LucianoSpagnol
NAS ENTRELINHAS DO SONETO
No sentimento, do amar, seja meu amor Basta estar ao meu lado, o querer haver Ao olhar-me, ouça o...
Enviado por LucianoSpagnol
em 22/04/2017 10:54:28
Offline
LucianoSpagnol
DO POETA (soneto)
Do poeta o encanto aproxima manso Cochicha suspiros na ádvena ilusão Mergulha no ventre frágil d...
Enviado por LucianoSpagnol
em 21/04/2017 02:10:00
Offline
LucianoSpagnol
O SINO (soneto)
Do alto do cerrado meu eco sonoro Percutindo alarma de chamamento Riscando no ar gemido em lament...
Enviado por LucianoSpagnol
em 20/04/2017 02:48:00
Offline
LucianoSpagnol
CERRADO PÁLIDO (soneto)
Cerrado pálido, em meu poetar Vem, e com mais cor, por favor Esconder o sufocante amargor Porque ...
Enviado por LucianoSpagnol
em 19/04/2017 14:53:58
Offline
LucianoSpagnol
INVENTÁRIO (soneto)
Dos detalhes os anos tomaram conta Já se foram muitos, algumas cicatrizes Pois, lembranças, são m...
Enviado por LucianoSpagnol
em 18/04/2017 22:59:52
(1) 2 3 4 ... 33 »