https://www.poetris.com/

Spina

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares da categoria spina

ESSE AMOR...

 
Há um olhar cumplice entre nós. É sentimento
De ventura e de paz. A nossa direção continua
Cada dia maior, sem você a falta é sofrimento
É uma terna paixão que no peito arde e estua

Você é sempre presente no meu pensamento
Meu ser ávido se comove em cada caricia tua
Em meus versos é presente a todo momento
Só posso crer, que o amor, o destino insinua!

Me lambeia como sempre imaginei. É exato!
E a nossa poesia é tal uma noite de lua cheia
Integral. E por este meu agrado lhe sou grato

Todos... mas um é mais: - quando te tenho!
E vejo em teus olhos que então me anseia
Assim, sou mais feliz e, neste amor lenho!

© Luciano Spagnol - poeta do cerrado
09/02/2021, 13’29” – Triângulo Mineiro

Vídeo poético no canal do YouTube:
https://youtu.be/4TOk-m3RahE
 
ESSE AMOR...

DÚVIDA CRUEL

 
DÚVIDA CRUEL

Confesso: não sei!
Amor, onde errei?
Escuta! Presta atenção.

A você doei amor, carinho,
Tudo que tinha lhe dei.
Adorar-te é a minha religião.
Lembra aquela noite? A primeira...
Foi demais! Pois é...Então?
 
DÚVIDA CRUEL

DIFICIL ESQUECER

 
SPINA ( Nova Forma Poética )

Difícil esquecer você;
Afagos, juras secretas.
Carícias sem fim.

Amor, olhe nos meus olhos,
Sinta o descompasso do coração;
Difícil não lhe amar assim...
Onde foi que eu errei?
Seu adeus, agora, dói em mim.

Vera Salviano
 
DIFICIL ESQUECER

Saudades da infância

 
Saudades da minha infância
Onde de tudo eu fazia
E só um tombo doía

Descendo ladeira de bike
ou até de rolemã
Soltando pipa no telhado
Bagunçando por todo lado
Eu era um moleque levado!
 
Saudades da infância

METADES

 
SPINA ( NOVA FORMA POÉTICA )

Metade de mim
Sou teu abrigo.
A outra, solidão!

Metade de mim, faço-te amor
A outra, não ouso dizer.
Meu céu. Meu ar. Chão!
Metade de mim, porto seguro.
A outra? Leia-me com coração!

Vera Salviano
 
METADES

ESPERAS

 
Saudade sinto agora;
Tudo lembra você.
Vivendo por viver...

Presa estou aos seus encantos.
Paixão invadiu todo meu coração.
Sem condições de lhe esquecer,
Faço das horas esperas infindas;
Delícias do amor ao amanhecer.

Vera Salviano
 
ESPERAS

SOLIDÃO

 
SPINA ( Nova Forma Poética )

SOLIDÃO

Sozinho agora fiquei
Sem teu amor.
Chega a saudade!

Coração chora pelos teus carinhos,
Todo teu jeitinho de afagar.
A distância é uma maldade.
Tempo ingrato a nos separar!
Solidão, amargor, agora me invade.

Dueto:
Poeta Jüĺíô Ântôniõ Jüly ( África do Sul/Luanda )
Poetisa Vera Salviano ( Brasileira/ Raul Soares/MG )
 
SOLIDÃO

MADRUGADA

 
SPINA(Nova Forma Poética )

Adentro novo dia.
Tudo é silêncio.
Em você penso.

Revejo um rosto a sorrir.
Uma boca a me provocar.
Bebo. Logo perco o senso.
Te torno mito ao versejar.
Em mim aflora calor intenso.

Vera Salviano
 
MADRUGADA

SER MULHER

 
SPINA ( Nova Forma Poética)

SER MULHER

Figura ímpar, mulher!
Alma da poesia!
Mais pura alegria!

É verso, rima, letra, canção.
É toda sentimento! Explode coração.
Do homem, motivo de euforia
Dos poetas, fonte de inspiração.
Beleza rara, a cativar simpatia.

Vera Salviano
 
SER MULHER