https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de WesSouza

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de WesSouza

Poseidon em Sagitário

 
Poseidon em Sagitário
 
A Mente voltada para a Religião. A Mente voltada para o Futuro. A Mente voltada para as Viagens. Viagem interior. Telemissionários cuja mensagem atravessa o planeta. Pregadores cuja mensagem é muito “ inflamada”. Cultuadores do sagrado de uma forma nua e crua. Cultuando “O mundial”. Cultuando o Ser Supremo e Absoluto. Sacrifício Universal. Sacrifício que leva o homem a transformar tudo a sua volta. Sacrifício Religioso. Cultuadores de sacrifícios. Cultuadores de ordens sacrificais. Os velhos sacrifícios como a religião primordial. Os velhos sacrifícios como um modo de agradar a Deus. Missionários que espalham a palavra como “fogo”. Missionários eloquentes. Políticos que usam do poder divino para se promover. Política usada nos sacrifícios. Espalhando os ideais como uma torrente pelo mundo. Estudando os rituais do mundo antigo. Estudando os rituais religiosos, filosóficos e divinos.
 
Poseidon em Sagitário

O grande relógio cíclico

 
O grande relógio cíclico
 
As horas incontáveis passadas de todos os tempos são como as estrelas do Universo. Quem pode criar um conceito tão abrangente quanto este: o tempo?

O que seria se pudéssemos quantificar em nossa mente limitada esse grande fluxo de sensações?
Nos últimos dias era essa a sensação aproximada de Olavo, ele se absorvia mais em seu emprego como químico-laboratorial, mas ter contato com toda essa vida teria feito despertar para uma vida maior?

Olavo pensava no tempo sem saudosismos. Na sua mente tudo que passava se movia por motivos claros, precisos, encaixados como um pequeno cubo bem desenhado. Assim, a linearidade do tempo a Olavo era a sentença mais cômoda. Na verdade, Olavo era tão apegado a um mundo pré-determinado, ordenado, sistematizado, sem graça até, que toda teoria sobre esse grande mistério chamado tempo não criava nele dúvidas ou mudanças.

Mas tudo um dia muda. Algumas vezes cada erro e engano é dispersado por um acontecimento inesperado. Olavo não entenderia esse ensinamento se um acontecimento surpreendente não acontecesse com ele.

Certo dia ele estava se preparando para dormir, quando sentiu forte tontura. Desmaiou não sem antes se segurar na pia.

Olavo jamais se esqueceria deste desmaio, pois o levou rapidamente para um amplo lugar, majestoso, fantástico. Enquanto ele caminhava algumas construções se levantavam diante dele. Rapidamente se viu encostado a uma pilastra. Em cima dela, um grande relógio emitia uma música.. Além da música, o relógio fazia ecoar milhares de vozes. A pilastra estava escrita de cima em baixo em letras góticas, mas também havia desenhos como os antigos hieróglifos.

A confusão de Olavo não poderia ser mais que natural. No começo, ele achara que estava delirando por causa do desmaio, mas logo percebeu que um delírio tinha limites, o que ele via e sentia era ilimitado!

Olavo escolheu um bom lugar para ter uma visão mais clara do relógio. Avistava o relógio, e cada voz que saía do relógio, em diversos idiomas, se perguntava se estaria realmente entendendo o que passava.

Preocupava- estar invadindo o local e esperava ser expulso ou repreendido. Mas ninguém se aproximou dele. Pensou que poderia estar em um universo alternativo.

Quando se virou uma voz aguda, suave, mas firme ressoou dizendo:

- Por que você se preocupa em definir o precioso e grandioso tempo? Pensa que colocando-o em fatias minúsculas ordenaste a imensidão do tempo? Além do tempo cósmico, há outro que não nos é dado conhecer por ora. Este relógio que estás vendo mostra os ciclos, os grandes ciclos do passado,presente e futuro.

Olavo ouviu com atenção e surpreso por cada detalhe da experiência. Quando ia responder, ouviu algumas vozes, mas não eram as deleitosas vozes saídas do relógio.

Estava sendo socorrido. Um amigo entrara em sua casa o procurando. Ao vê-lo desmaiado no banheiro buscou socorro e estavam colocando-no em uma maca. A única imagem que vira ao retornar era seu relógio no pulso direito e foi levado ao hospital rapidamente.
 
O grande relógio cíclico

Hypnos

 
Hypnos
 
Não mais ver essa luz que
Pouco alumia meus sentidos,
Não mais encontrar a refulgência,
Ó Hypnos rouba de todos nós
Nossa atividade, somos forçados
A nos tornar inertes quando nos
Toca com sua capa esvoaçante.

Teu rosto prateado assemelha-se
À laje fria e úmida, as longas e
Luminosas madeixas de cerúlea
Fronte são quase enevoadas, és
Tão belo quanto dormente Hypnos!

Adormeces toda vida, não tens
Necessidade de música, poesia,
Ou mesmo a violência para que
Cada pessoa ou ser vivente caia
Em tua sutil rede de vida imóvel.

Hypnos mergulhador do Universo
Em morte falsa, tal qual sua misteriosa
Mãe, Nix, teu trabalho leva todos a
Serem noturnos!

Lea más: https://www.latino-poemas.net/modules/ ... /article.php?storyid=6439 © Latino-Poemas
 
Hypnos

Sol-Urano Insights Astrológicos

 
Sol-Urano Insights Astrológicos
 
Desajustados. Rebelde. Ideias originais. Magnetismo pessoal. Magnetismo. Resistindo ao envelhecimento. Resistindo contra as velhas religiões. Computador. Ciência. Parapsicologia. Espiritualidade. Expressando sua originalidade. Expressando suas ideias únicas. Hippies.Hipnose. Rebelando-se contra a arte tradicional. Psicologia+Profundidade. Forte sentido de individualidade. Forte sentido do eu. Atlantes. Ciências futurísticas. Eletricidades+Técnicas. Equipamento moderno. Místico+Revolução. Sentido de liberdade. Ação+ Singularidade. Pensamento+ Singularidade. Símbolos antigos. Ciências antigas. Talento para a ciência. Ideias científicas. Revolução+ Ciências. Novos desenvolvimentos na astrologia. Experimentando a si mesmo como pessoa. Experimentando o próprio eu. Jogando novas formas de ser com o Universo. Colocando a si mesmo como uma nova forma de pessoa.
 
Sol-Urano Insights Astrológicos

Cronias

 
Cronias
 
Os servos, os mestres, os libertos
E cativos festejam, dançam e comem
Em lauto banquete na noite do deus
E titã Cronos.
A norma e a hierarquia cai diante do
Deus, e os homens confraternizam como
Homens, devotos e adoradores do grande titã.

As libações glorificam a força do deus
Cujo ato de assassinar o pai levou
Todo o universo a nova vida e ordem.
As libações glorificam o poder ctônico,
Primordial e bruto da raça titãnida,
Mas também dos homens criados pelas
cinzas dos titãs.

Os servos, os mestres, os metecos
Oferecem ao deus as honras das colheitas
E cantam peãs louvando todos os atributos
Do titã e no fim da tarde a grande fogueira
Arde em homenagem a grande e poderosa
Deméter: a mãe da vida e abundância!
 
Cronias

Humilitas

 
 Humilitas
 
Cai dentro de meu ser o peso
Da não descoberta, do eterno
Fugir de valores que me quebrarão.
Da inquietude em não ser a proposta
Do que sempre fui e serei.

Cai dentro de minha alma
Àquela necessidade de descer
Não para uma vista agradável,
Mas para o lugar mais baixo.
Clama ao meu lado a desconhecida
" Humilitas" e a ouço com cansaço.

" Humilitas" pede a mim para que
Sacrifique as antigas ambições,
Os sonhos fechar-se-ão em
Altas torres nas florestas...
Renunciarei aos antigos hábitos.

Ó " humilitas" pedes a mim
Um novo ser, um novo viver,
Mas estarei perdido neste
Novo caminho por quanto tempo?
Quais as qualidades que jamais
Serão vistas novamente em mim?

Tu me pedes uma reconciliação,
Mas apenas o que sinto dentro
De mim é a tentativa de moldar
A mim mesmo, a eterna tentativa
Em construir todo projeto em minha
força.

Molda-me " humilitas", mas deixa
Dentro de mim a possibilidade
De caminhar através do primeiro
Passo dado por meu espírito independente!
 
 Humilitas

Sol-Plutão

 
Sol-Plutão
 
Poderosas influências de poder. Necessidades poderosas. Gerenciamento de poder. Destrutivismo. Centro nuclear forte de personalidade. Morte. Você pode ser forte. Sem lágrimas. Sem dor. Sofrimento+glorificação. Pecador. Precisando estar em contato com os mortos. Precisando estar na escuridão. Transformação em situações difíceis. Transformação+renovação. Morte forte. Arrogância Sem misericórdia. Influências de pessoas fortes. Necessidade de provar seu poder. Shamans. Contatando o lado negro da sua pessoa. Comunicação com entidades escuras. Poder+arrogância. Mergulhando na escuridão. Mergulhando no seu inconsciente. Colocando toda a sua bagagem e lixo dentro ou fora de você. Caminhando com o seu lado negro. Magos negros. Influências tóxicas.
 
Sol-Plutão

Haikai 5

 
 Haikai 5
 
Tuas garras de crocodilo
São adoradas por todo
Sacerdote renomado.
 
 Haikai 5

Composição

 
 Composição
 
A composição é o ofício onde o artista põe o que surge dentro de si à prova.
 
 Composição

Mercúrio-Vênus( Insights Astrológicos II)

 
Mercúrio-Vênus( Insights Astrológicos II)
 
Sociabilidade. Drama. Linguagem bonita. Puxa-sacos. Bajuladores. Dom com as palavras, Embaixadores. Harmonia+ disciplina. Você fala com sensualidade. Tendo um caminho para a diplomacia. Palavras floridas, Palavras sutis. Arte e ciência aplicada. Conversando sobre o assunto com delicadeza. Você compartilha diplomacia. Você compartilha palavras bonitas. Tendo um diário. Mantendo contato com belas obras de arte. Tendo contato com pessoas "doces". Sensibilidade. Artesanato. Você ama drama sutis. Harmonia+Tocar.
 
Mercúrio-Vênus( Insights Astrológicos II)

Vênus-Marte

 
Vênus-Marte
 
Harmonia entre masculino e feminino. Força delicada,mas forte. Tendo uma mistura de brutalidade e sensualidade. Sexo suave ou rude. Possuindo um sentido estético refinado. Masculinidade em trabalhos sutis. Masculinidade ao se tornar um ser mais feminino. Criando novas formas de criar arte misturando as energias masculinas e femininas. Você pode ser um militar e um poeta. Atraente. Possuindo fortes affairs.
 
Vênus-Marte

Haikai 2(Chopin)

 
  Haikai 2(Chopin)
 
Chopin toca a mazurca
George Sand escreve
Nobre romance.

Tuberculose atingindo
A vida do pianista
Mais dileto da Europa.
 
  Haikai 2(Chopin)

As chagas de Jó

 
 As chagas de Jó
 
Ferida esbranquiçada, cruel,
Prova a um homem de intensas,
Nobres e sagradas atitudes,
Ferida pustulenta e indecorosa.

Caído ao sopé de sua morada
Antes próspera e feliz, a miséria
Corrói o homem por dentro e por fora.

Joguete de duas forças antagônicas
Mas sempre unidas, o pobre Jó paciente
Clama aos céus que a sua vida nada vale.

Clama aos céus com as mãos feridas
Agradecendo ao Deus de sua fé que
Nada lhe é seu e que tudo é de Deus!

O pobre Jó dorme por suas feridas
Tendo dentro de si a certeza de que
Suas misérias fazem parte do absoluto Deus!
 
 As chagas de Jó

Haikai 1( Alice no País das Maravilhas)

 
  Haikai 1( Alice no  País das Maravilhas)
 
I

Coelho correndo
Alice divisando
Um mundo subterrâneo.

II

Cortem as cabeças
É ouvido em todo o
Castelo pela furiosa rainha.

III

Pequena Alice
Transformação na
Altura e peso.

IV

Aventura de fantasia
levando a pequena
Ao mundo do desconhecido.
 
  Haikai 1( Alice no  País das Maravilhas)

Haikai 3

 
Haikai 3
 
O cordeiro entra
Por uma porta de
Água cristalina.
 
Haikai 3

Haikai 4 ( Modest Mussorgsky)

 
Haikai 4 ( Modest Mussorgsky)
 
A garrafa ao teu lado
Ajuda as notas a fluir
Cada vez mais na angústia.
 
Haikai 4 ( Modest Mussorgsky)

O Rei leão 2

 
Editar textoEliminar texto

A continuação da estória do Rei Leão por si só já foi incrível. O reinado de Simba, que recupera seu reino do seu tio Scar, àquele que teve a má sorte de perder o trono quando Simba nasce, é contado da última cena do filme anterior: o nascimento da Kiara.

Kiara é um espelho fidedigno de Simba. Amante de aventuras, logo nas primeiras cenas, desobedece os conselhos de Simba para não se afastar da Pedra do Reino, e, vai até a área proibida: o exílio. Lá, ela conhece Kovu, o filhote de uma leoa exilada, Zira, que tinha uma paixão obsessiva por Scar.

Kovu se parece fisicamente com Scar, mas nutre uma inocência e simpatia ímpar. Os dois filhotes quase morrem quando vão parar em um lago infestado de crocodilos. Como no primeiro filme, Simba toma a atitude de proteger a prole, Zira aparece e uma discussão fria, mas tensa, ocorre.

Após alguns anos, Kovu e Kiara crescem, e Kovu tem a missão de assassinar Simba, fazendo isso, tornar-se-ia o rei, mas ao salvar Kiara de uma caçada infeliz, junta-se ao grupo de Simba. Entretanto, esse era o plano, aproximar-se de Kiara, entrar na família, e matar o rei.

Pode-se perceber que o Rei Leão é uma estória infantil, mas com uma trama adulta, realista, verídica. Foi tirada do Hamlet, de Shakespeare, das histórias de José e seus irmãos, da Bíblia, etc.

Kovu e Kiara apaixonam-se rapidamente, e mesmo quando Kovu é expulso do reino, ela vai atrás daquele que a fez enxergar o mundo em que vivem com outros olhos.

Apesar do segundo filme mostrar um Simba ainda ligado ao pai, algumas nuances de originalidade se fazem presentes, inclusive, a máxima de sabedoria: "Somos Um", a qual Kiara usará contra Simba, em uma disputa dos exilados e dos súditos de Simba na trama.

Assistir ao Rei Leão II é continuar enxergando a mesma estória, mas, sob um enfoque diferenciado, sem contudo deixar de lembrar que o Rei Leão é uma estória de paz, amor ( apesar dos conflitos e mortes dentro das famílias), e sabedoria para as diversas gerações.


Autor
WesSouza
poemas.net/modules/news/article.php?storyid=211186 © Luso-Poemas
 
O Rei leão 2

Flutuação de consciência

 
Flutuação de consciência
 
Na jornada fria e constante
A alma flutua no éter para unir-se
A ele, a alma que em
Incontáveis anos sempre
Deseja sua liberdade do corpo.

Liberada de seu cativeiro
A alma flutua na consciência
Para aprender, compartilhar, ajudar.
Sempre envolta em um mundo
Que é pouco conhecido,
Muitos temem que a alma na carne
Acolhe com satisfação a si mesma
E se encontra em todo lugar
Sua essência radiante e inspiradora!

Flutua conscientes todas
As noites quando o sonho
Se converte pesado como o chumbo.
Flutua para conhecer o universo
Que lhe é tão querido, para que a
Alma se desprenda de la vida transitória
E caminha pela eternidade!
 
Flutuação de consciência

Mary Warner

 
Mary Warner
 
A fumaça dança no ar como um filete
Mágico que cobre todo o mundo,
Formas evanescentes abrem a mente
De tortuosas lembranças, formas
Evanescentes que mostram as cores

De raras pedras preciosas, de tecidos
Antigos e raros, e pinturas de tons
sutis e mágicos.

Fumaça caminhando com pernas curtas,
Movendo os braços em todos os sentidos,
Lábios que encostam no doce e salgado,
Olfato de mudanças catastróficas e intriguantes...

Mary Warner...Mary Warner... Mary Warner
Movendo os sentidos e para-sentidos nas
Direções do inconsciente, criando no homem
As filosofias do além, criando no homem
As cores que nunca vemos ou ouvimos...

Na plataforma nove e um oitavo
Os pensamentos decolam em naves futurísticas,
E Mary Warner acpmpanha as naves em
Velocidade ultrassônica, o poder da mente
Viaja e leva o ser a uma consciência enfumaçada.
 
Mary Warner

Mercúrio- Netuno

 
Mercúrio-  Netuno
 
Assistindo televisão. Você vê o que quer ver. Mentiras. Aprendendo através de osmose. Misturando-se com ciências profundas ocultas. Propaganda subliminal. Signos subliminais. Facilmente enganado. Atos de pureza. Drogas e fortes remédios. Suicídio. Fortes visões. Você disse o quê? Sonhos estranhos. Adoro Mercúrio, mas desprezo Netuno ou vice-versa, Comunicando de uma forma que dá voltas nas cabeças das pessoas. Desinformação. Evitando conversar sobre temas muito fantásticos. Você adora a fantasia.O racional fantástico. O racional mesclado a pintura dos pensamentos e das ideias místicas. A imaginação de um artista e poeta juntos. Escrevendo sobre temas vagos. Poética livre.
 
Mercúrio-  Netuno

Não há tanto para falar de mim, porque já ouvi tanto e sempre soube que tudo negativo sobre mim era apenas uma aparência que prefiro não dizer nada sobre.