https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de HELDER-DUARTE

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de HELDER-DUARTE

Sou um homem único...Já fui Pastor das Assembleias de Deus em Portugal.

Os Gays

 
Sabiam que enquanto estamos bem conosco, há gays que estão tentando pôr fim às suas vidas, por não  os ajudarmos! Somos nós de Deus?
 
Os Gays

Adoração

 
Deus é bom! Fica diante dele! E não o acuses de nada!
Fica só adorando o Senhor todo poderoso, o grande!
Nem te acuses, a ti próprio sempre ou tanto! Tanto!
Fica diante dele e diz-lhe: Eu te amo! Teu reino nunca acaba!

Teu é o reino, a força e o poder! Sim Deus tu és único!
Que Deus há como tu, Senhor? Eu te amo muito! Muito!
Reina! Deus! Na terra e no céu! Toma posse de todo o poder!
Teu é o efectuar! Tua é a glória, a majestade! Teu é o querer!

Venha o teu reino sobre os homens, e sobre todo o existir!
Deus! Tu és Santo! Santo! Santo! Estás em meu sentir!
Eu te adoro te exalto na terra, e em toda a parte! Deus! Deus!

Quão grande és tu! Não há como tu! Por isso eu te amo!
Por ti meu espírito te louva! Diante de ti eu sempre clamo!
Tu és eterno! Grandes são todos atos teus! Feitos teus!
 
Adoração

PARKINSON II

 
Ainda espero,ver um novo dia, diferente dos de agora.
Nesse dia, não haverá tempo, nem hora...
Meu ser, apanhará tulipas, sem rigidez,
Com agilidade e muita rapidez.

Não mais haverá, esta doença,
Que m´impede, de rosas colher...
E também de vo-las, oferecer...
Pois, no meu pó, agora há esta sentença.

Mas oh Parkinson, minha dor!
E também, minha amiga!
E ainda meu amor...

Nesse dia, cantaremos, os dois,
Uma nova cantiga...
Enquanto, ovelhas, pastoreemos, pois!!

HELDER DUARTE
 
PARKINSON II

ESTAVAS LINDA INÊS

 
«...Estavas linda Inês...»
Nesse teu amar.
Quando os algozes tua vida vieram tirar,
Por amor teres.

Os filhos de Portugal,
E do Norte,
Te mataram de morte.
Para por Pedro, tirar esse teu amor total.

A mim não me mataram em concreto.
Nem por amor desse género teu,
Antes me matassem de morrer certo!

E nunca com esta morte minha,
Em que me mataram por amar Deus meu!
Assim sofro mais que se de morte morrera!!!

HELDER DUARTE

HELDER DUARTE
 
ESTAVAS LINDA INÊS

Clamo

 
Canto a paz do meu ser!
Este é o meu sempre agir.
Canto o que sei muito fazer!
Este é o meu alvo a atingir!

Pois hoje tenho calma...
nesta minha pura alma.
Canto ao meu Senhor.
Sem nenhuma dor!

Este sentimento lindo...
que está no meu coração!
De um modo infindo.

Digo-lhe que o amo,
a ele faço-lhe esta oração.
Por ele eu clamo!...
 
Clamo

VOLTEI

 
Sim! Voltei!... Voltei!... Voltei...Aqui!... Pois.
Sim, porque ainda que morto, qu'estou...
Esta é uma morte de vida... Pois vida eu sou.
Sabei então, o porquê, de ter voltado hoje!

Mas eu não o sei! Eu nada entendo...
Não sei... Pois nada compreendo!
Quereis saber mais?!... Mas, eu nao o sei.
Nem, eu sei nada! Nem mesmo vós, da lei...

Mas uma cousa sei, enfim: Voltei...
Sabeis porquê?! Nisto, em verdade, sei...
Porque eu vos amo... Tanto!...Tanto!...



Com este amor, meu. Só meu... Meu...
Qu'é vida!... Mas, não é igual ao teu...
Este!... É meu! Com o qual, eu ainda, canto!
 
VOLTEI

A segunda Vinda

 
Eis que cedo venho! Bem-aventurado,
o que guarda esta profecia, com agrado!
Eu João sou quem ouviu e viu isto tudo!
Que vem Jesus Cristo de novo, ao mundo!

E o anjo me disse: Não escondas estas coisas,
Porque próximo está já seu cumprimento!...
Jesus vem ao mundo muito brevemente!
Quem é injusto, aí dele! Fazendo o mal!

Quem está sujo, que se continue a sujar pois!
Mas quem é justo! Faça Justiça ainda hoje!
E quem é Santo, santifique-se pois ainda!

Eu cedo voltarei, à terra,! Na segunda vinda!
A minha recompensa está comigo, sempre!
Eu sou o princípio e o fim do tempo!...
 
A segunda Vinda

Alvor

 
Em Alvor cresci, junto à sua ria, onde muito nadei,
muito berbigão eu lá, com meus irmãos, apanhei.
Eram tempos do cigano Lineu e da cigana Estrela.
Ele vendia mulas e seus burros, ela bordados a estrear.

Havia a Maria Caloa, com a qual todos gozavam,
por ela não se lavar.Também o Raul, no seu praguejar,
e o aguadeiro, com sua carroça, vendia cântaros de água a apregoar.
E meu pai vendia batatas de rua em rua, às senhoras que compravam.

Eu regava as batatas e o milho nas duas hortas de meu pai,
e tratava das vacas e dos porcos, sem nunca dizer um aí.
Nas descascas do Armando Isidoro era depois baile e festa.

Eram tempos belos, sem ter televisão, em que se ouvia as rádio novelas,
eram tempos dos "Abba" que cantavam "Fernando" e canções outras...
Assim naquele tempo, eu sempre dizia, não há Alvor como esta!
 
Alvor

Albufeira

 
Albufeira em ti não estava, antes!
Mas já em tempos, por vezes a ti vinha!
Mas foi, quando saúde eu tanto tinha!
Te visitava a ti e a outros tantos!

Hoje estou velho e doente, neste lugar,
Unidade de Longa Duração e Manutenção,
de Albufeira, onde estou, sem já nada esperar!
Dá-me tu, pois tua ou alguma atenção!...

Eu queria-te ver e mais perto de ti tanto estar,
mas eu já com dificuldade posso andar!
Por isso, só em ti, eu vou hoje versejar!

E neste dia vou-me tentar de algum modo me alegrar!
Pois é Natal, e há mas é que sempre cantar!
E no bem pensar e nas ondas do teu lindo mar!
 
Albufeira

Conexão

 
A verdadeira religião do homem, é este manter-se em conexão  com Deus!
 
Conexão

Sofrereis

 
Ouvi vós todos! Vem o Senhor!
Vem cheio de todo o resplendor!
Se não vos converterdes, morrereis,
no vosso pecado, sim. Sofrereis!...

Vai haver terremotos, tsunâmis,
queda de meteoritos e mais!
Acordai vós de modo unânime!
Se não vos arrependerdes, haverá ais!

Assim como foi nos dias de Noé!
Será agora, todos estavam sem fé,
Veio o dilúvio e os levou a todos!

Crede em Jesus Cristo o todo poderoso!
Crede antes que seja muito tarde e rigoroso.
Já vem Deus e o exército de seus anjos!
 
Sofrereis

Vale do Linho

 
Vale do Linho
 
 
vale do Linho

Ai que saudades de ser menino!
Naquele, de Monchique, «Vale do Linho»...
Ai que dor e ansiedade!...
Como quem, perdeu a liberdade!

Laranjais, trigais e flores de mil cores...
Consolavam, minha alma, com caridade.
Naquele tempo, de minha tenra idade.
Também, pássaros eram lindos cantores!

Minhas ovelhas!... Onde estais!?...
Ai, que tanto, vos perdi!...
Mas ainda estarei, convosco, lá e ali.

Vinde ! Oh tempos eternos!... Vinde!
Vinde renovar, o que já não, contemplais!
O «Vale do Linho»... Dos laranjais!


Source URL http://www.vidaplanet.com/play.php?vid=136
 
Vale do Linho

Parkinson III

 
Eis ó poetas ouvi-me esta minha confissão,
que diante de vós, me inclino em posição.
Eu tenho sintomas de: loucura, depressão,
agressividade e muita mesmo ansiedade.

Isto existe em mim com muita regularidade.
Mas esta doença nasceu comigo, de congénito.
Eu sou uma pessoa doente, isso eu bem o sei.
Sou eu mesmo deste modo assim tão único.

Peço desculpas, por todo o mal  que vos causei,
mas eu tenho a doença de Parkinson desde cedo,
e ela me causa algum grande e forte medo...

Não sei o que me vai acontecer, não não sei.
Só isto sei, que Deus  me ama, tal como sou,
ainda que mal eu muito, mesmo estou!..
 
Parkinson III

Gays

 
Tu que és gay e que tens sido rejeitado por todos, mesmo por evangélicos .
Sabe desde já que Deus te ama e tem poder para te ajudar, pensa nisso.
Se a ele orares ele tem poder para te dar os equilíbrios nessa área todos.
mesmo mudar a tua orientação sexual, já que tu te acusas a ti, disso.

Desequilibrios todos nós temos uns numa área, outros noutra.
Os heterossexuais também são desequilibrados em alguma coisa,
dentro da sua sexualidade têm desquilibrio, que a ninguém poupa.
Deus não vos ama menos, do que aos outros, assim como a gente outra.

O importante é saberes que Deus pensa em vós com amor de Deus,
e que tem para cada um de vós uma direção, nos atos que são seus.
Ele esteve presente no ato da vossa formação, no ventre da vossa mãe .

E ele deu força a ela, para vós pegar ao colo, no seu braço e mão.
Por isso confiem em Deus e façam-lhe sempre a vossa oração,
e nele ponham sempre vossa vida, na sua e só direção!
 
Gays

Adeus

 
Adeus mundo e tu tempo!
Adeus terras e longes terras!
Adeus Portugal, Algarve e guerras.
Bem-vindo sejas, tu «Todo o sempre».

Adeus pai, mãe e Monchique.
Também tu Alvor e vós Alcobaça.
E vós que me odiais, pois eis que aqui não fico.
Vou para uma terra, que nunca passa.

N'ela só há flores e pássaros.
Não há serpentes...
Há pombas, que formam arcos.

Há lá um cântico suave.
Para sempre, sempre, sempre...
Como o do rouxinol ave!
 
Adeus

Mais vida

 
Mais vida

Já estou morto!...
Morto! Morto! Morto!...
Mas estou morto para a morte.
Porque não há, em mim, alguma com sorte.
Para este meu ser, tomar…
Eis qu’ele disse:
«…Em mim, ninguém morrerá»!
Por isso, morrendo, com este negro, em mim, mar.
Estou vivo! Vivo! Vivo! E tu viverás!
Estou podre! Podre! Neste corpo.
Mas tenho vida. Muita vida «Nele»!
Eis, que não há mal, em mim,
Nem nada em mim, torto.
Porque, já tudo brilha…
Pombas voam! Voam!... Com ele.
E eu estou levitando. Voando…
Para a eterna ilha!..
 
Mais vida

Israel

 
Ouve tu Israel, O SENHOR te chamou, no passado,
Para seres uma bênção no mundo , por ele criado.
Mas tu não foste fiel oh Jacob, povo de Deus.
Mas ainda assim o Senhor te amou, em actos seus.

Deus cumpriu a sua palavra em ti, povo do Senhor.
Em ti são benditas todas as nações, conforme,
Ele prometeu ao seu amigo Abraão, por amor.
Que teve uma justiça do mais enorme!

Alegra-te Israel, pois o teu Deus salvou as nações,
Ele é amado por todos os povos, que o receberam,
Como salvador em seus corações. ..

Alegra-te! Pois Israel em todo o mundo é mencionado
DE ISRAEL vem a salvação para todos os que amam
Ao Deus da Bíblia que é tão adorado!
 
Israel

O Eterno Rei

 
O meu coração ferve com um nobre tema,
enquanto recito os meus versos ao rei, em poema.
A minha língua é a pena de um destro escritor.
Tu és o mais formoso, dos filhos dos homens em amor.

Os teus lábios foram ungidos, com muita graça,
por isso Deus te abençoou, para sempre...
Cinge a tua espada à coxa, ó valente...
Cinge-te de glória, e majestade, que a outro não passa.

Nessa, majestade cavalga pela causa da verdade,
da retidão, da tua grande humildade e serenidade,
à tua dextra, mostra coisas terriveis, nobre cavaleiro.

Os teus dardos são agudos no coração de todos os reis.
Tu ó rei, com os teus dardos, fazes cair os povos e as suas leis.
O teu trono ó Deus, é eterno e perpétuo, tu és de todos o primeiro!
 
O  Eterno Rei

A verdadeira Paz

 
Um ano novo começa! Mas não será o ano sem problemas!
Porque os homens rejeitam Deus, que é perfeito, sem dilemas!
Estamos iniciando um ano, no sistema totalmente humano.
Os políticos, as religiões, conduzem-se por seu engano!

Hipocritamente, afirmam paz! paz! paz! Mas não há paz!
É tudo mentira! O homem de a fazer não foi capaz!
O número do homem é o seis, o número de Deus é o sete!
O homem é imperfeito, Deus é da perfeição agente!

Só no período sabático, vai haver paz em toda a terra!
Durante o milénio de Jesus Cristo, não haverá guerra!
Porque o reino de Deus, será real felicidade e liberdade!

Tanta será a paz, que não se fará, mal nenhum nas nações!
Os cordeiros pastarão a palha, que comem os mansos leões!
A terra será cheia da Glória de Deus em sua total verdade!
 
A verdadeira  Paz

Devorador

 
Não sou teu.Tu príncipe devorador da terra!
Enquanto eu força, muita ou pouca tiver,
a ti eu de todo, farei sempre muita guerra.
Sou de um bom príncipe, que já te vai vencer!

Por isso contra ti vou lutar, sempre,
até que venha o fim do teu tempo.
Sempre vou preparar o reino, dele.
Pois ele reinará, eis que já vem ele.

Reina meu rei e Senhor! Reina sempre!
Reina, pois a tua vinha te pertence!
Tu és o herdeiro antes e no fim do tempo.

A teu lado eu estou, tu de Salem de Melquisedeque.
Estou contigo muito agora, de modo comovente.
Contigo lutarei, sem nenhum mesmo medo!
 
Devorador

Já fui Pastor das Assembleia de Deus em Portugal. Mas depois de ter ficado doente com a doença de Parkinson tive que deixar o ministério...Hoje estou na Unidade de Longa Duração e Manutenção de Albufeira...