SAUDADES

Data 23/10/2009 01:11:31 | Tópico: Poemas





A dor da saudade
o meu peito fere...

E quando as lagrimas
dos meus olhos brotarem
sinta delas o gotejar
como o frio orvalho...

Eternamente, a exalar
o amor que a gente crê
inebriante como agora
sentirei na vida afora
como o perfume de você...

Um dia irei partir
e este verso será
uma folha ao vento
que na estrada da vida
se perderá!!!

llayra.


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=104034