Poética profetizando da ziquizira dermatológica

Data 27/06/2010 21:38:41 | Tópico: Poemas

Onomatopéias correndo prum lado e pro outro
Como se fossem na verdade
Trombadinhas imundos que acabaram de cheirar cola,
Contudo fora inspirado num filme pastelão
(preto e branco).

Refaço meu arsenal
Exclusivamente feito de estalinhos
E me preparo pro ataque.
Redefinir o indivisível
(esporadicamente rasteiro).

Se me amordaçam
Ou me acorrentam
Só penso:
-Que saco! Falta de originalidade!

Semeio palavras de ordem,
Retruco e recebo aqueles tais louros,
Gaguejo minha idéias,
Gaguejo mais ainda
Por me apaixonar a toda hora.
E toda hora sempre é a pessoa errada.
do folhetim "Cantinho do Poeta Feliz" (2009)



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=139152