O Povo sem ei nao se faz

Data 13/10/2010 21:24:36 | Tópico: Poemas

A utopia dos homens
distraída com a religião, política,
ciência ou acção cívica,
anda a transbordar as margens,

vêem a pátria de diferentes maneiras
num ser com ideias inteligentes,
em olhos de várias gentes
esquecendo a nossa historia,

o seu maior pecado
é ser um animal com ideologias
a ver o mundo completamente enganado
esquecendo a sua genealogia,

com vertigens e a voar á rasca,
sem ver, com vícios e ressaca,
sem saber dar uso á sabedoria adquirida
só para os tempos modernos aprendida,

as origens dão pistas,
são setas do passado
pelas gerações certas,
marcas do já vivido

dando lições ao futuro,
por uma vida com menos muros
que ao inicio dão vantagens
abrindo novas passagens,

parece-me realmente
ferver no inferno eternamente,
enquanto houver o vazio interno
sem pai e amor materno

vivendo indiferente á paz
do corpo e da mente do país,
o povo sem rei não se faz
continuando neste fado infeliz.



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=155341