Doze

Data 12/09/2007 12:05:34 | Tópico: Poemas -> Amor

Trago doze rosas para teu dia
No teu rosto doze beijos
Doze cheios de desejos.
Uma dúzia de alegria.

Trago doze olhares de ternura
Com doze versos te desperto;
Feitos da forma mais pura.
E te espero de braços abertos.

Doze.O número da sorte.
Doze de junho vi meu rumo norte.
Onde oficializamos nosso amor.
E este número para eternidade ficou.

Joana Darc Brasil *
12 de setembro de 2007
Direitos reservados *




Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=17374