Flores.

Data 18/04/2011 01:03:13 | Tópico: Poemas -> Reflexão

Colho flores
nos jardins que existem
na amplidão dos pampas.

Horizontes amarelos,
atalhos,
caminhos, descobertas.

Colho o bônus da primavera
na muda que não muda
a aurora da espera.

Desvio dos rasantes
dos quero-quero,
não cobiço seus ninhos.

Quero ...
a liberdade
das flores.


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=183450