Cabeça de Poeta

Data 25/07/2011 13:17:42 | Tópico: Poemas

Com a cabeça cheia de sonhos
pisando areias a beira mar
ou asfaltos ou chão de terras...
- que importa,
a não ser só tua cabeça cheia de sonhos ?
Desanuviado pássaro sem asas
Tua mente sempre a voar
pela imensidão do irreal.
Teus desejos secretos, indefinidamente
rriquietos por tua presença imaterial.

Que mistérios guardas dentro de ti
que esqueces tua vida animal ?
que mundo enxerga
stes teus olhos constantemente fixos no ar ?

Teu cérebro habituado a ilusões
habita este imenso deserto de fantasias.
Neste teu labirinto, parece que escondes
todo um passado de fugas.
todas as fugas à realidade.

Que alucinógeno patrocina tua ficção ?
Quando resolverás transpor para o chão de concreto
tua mente viandante entre espaços inalcançaveis?

Tuas visões superam disturbios físicos;
atingem metas espirituais.
Este teu corpo individualiza-o da sociedade global;
Alcunha-o, invasor de um cósmico novo;
-Tu, Terreste aluado!


do livro " De Cara Limpa"

www.clubedeautores.com.br/book/49668--De_Cara_Limpa



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=193462