ilusão e traição uma mera confusão

Data 30/09/2011 02:46:38 | Tópico: Poemas -> Ilusão

Este ser que aqui descansa
È uma mera lembrança, do que eu via em você.
Seu jeito de sorrir
Sua maneira de pensar
Sua pureza em ouvir
Um simples sino a tocar

Você sempre foi minha sorte, minha alegria.
Sempre mi sentia forte
Quando ao seu lado sentava
Esperando o sol nascer
Pois naquela clareira o dia ia amanhecer

Mas um simples acontecimento
Fez-me perceber
Que algo sério ali
Ficara por resolver

Por um minuto observei
Em um dia que a mim parecia irreal
Senti no coração um aperto infernal

Minha bela com seus lábios
Em outros lábios descansar
Veio-me um flash na mente
Pois me logo a pensar
Não deixei me sucumbir, pela raiva controlar.
Com um simples gesto e um aceno de mão
Eu deixei aquele espaço com pulo de ladrão
A bela veio ate mim chorando de emoção
Falando sem para com a mão no coração
Senti logo uma frieza
Não parei para escutar
Disse um simples pensamento pra ela recordar:

Se você agora, por um momento.
Amada está,
De meus beijos e caricias não precisa se lembrar

De você surge uma imagem para eu sempre recordar

Uma moça passageira
Uma moça estrangeira
Uma moça sorrateira
Que me fez implorar
Por um simples gesto
De pura fidelidade
Para que pudéssemos ter
A simples felicidade.







Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=200594