Com cuidado

Data 15/04/2012 08:21:59 | Tópico: Sonetos

Meus cabelos são fios do destino
Meus olhos são visões, do futuro
Minha boca diz ser o meu ensino
Minhas mãos são o porto seguro.


Minha mente é, um dotado tino
Minha Era, eu não sei, mas juro
Que minha vontade canta o hino
E meu ser, toca a vida inseguro.


Minha vida é, muita amizade
Meu bem é perigo permanente
Meu amor já é a minha saudade.


Minha sina é mártir, confidente
Minha voz é, a minha liberdade
E vai pelo caminho, intermitente.



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=219437