FILHINHO DE PAPAI! 19/05/2011

Data 12/06/2012 12:54:32 | Tópico: Contos



Em uma família Sempre a o bonzinho o carrasco e a vítima.
Em minha família não é diferente, somos sete irmãos.
Eu sou a mais velha.
Também tenho abaixo de mim mais três homens e três mulheres, a mais nova, a rapinha do tacho como dizem os de mais idade, é a mais rebelde!
Já um dos irmãos homem, sendo o do meio é o que tudo pode, tá sempre certinho na opinião dos nossos pais, ele sim é o segundo pai, segundo chefe da família, na ausência do nosso pai quem da às ordens é ele e até minha mãe acata as ordens, assim, ele se sente o poderoso.
Mas acontece que isto crio uma revolta entre irmãos, uma situação muito complicada, pois já tem pessoas dentro da família que não suporta a ele, tomou raiva dele, já foi dito não suporta ouvir a voz dele, por outra pessoa ele já foi ameaçado de morte.
Pois ele é o tão queridinho dos pais, o tão certinho, que ate ordem que pegue minha irmã mais nova para corrigir, dando a surra que se fosse a maneira correta de corrigir deveriam ser nossos pais a dar, pois eles não são invalidos, mas meu irmão tem a autorização a dar.
Mas acontece que minha irmã já tá mocinha, hoje 19/05/2011 ela já tem dezesseis anos de idade, já não é mais uma criancinha e as ordens continuam, cada vez com mais autoridade.
Já a irmã um pouquinho abaixo de mim, eu não sei dizer se é a vitima ou o carrasco, pois na verdade eu reconheço que ela tem o dom de envolver em problemas, ela é uma pessoa muito difícil de conviver com ela, ela é muito brigona, e entende tudo ao contrario.
De certa parte a família se sente desprezada por ela, pois só nos procura na hora de muita dor, mesmo assim tem que ser do jeito dela e não as nossas condições e se não pudermos ele se irrita.
Mesmo assim, nas maioria das vezes, nós é quem temos que nos humilhar se queremos ah ajudá-la.
Até a ajuda ou até mesmo um conselho ela prefere aceitar de uma pessoa estranha do que da família.
E sendo assim ela sofre muito, só entra em problemas.
O pior que ela se envolve em problemas e envolve toda família, ela as vezes até nos coloca em perigo.
Hoje 19/05/2011 a data que escrevo este desabafo, faz 47 dias que eu e meu marido e meus três filhos tivemos que sair de Ribeirão das Neves a cidade que nós morávamos há 12 anos.
Saímos de lá por problemas dela e Por este motivo estamos passando certa dificuldade financeira, não estamos conseguindo fazer nem para o sustento alimentício.
Ela não aceita que ela tenha culpa em partes, mas na verdade acreditamos que sim, pois além dela e as crianças dela sofrerem tanto, ainda transbordo o problema para a família, pelo fato de querermos a ajudá-la.
Ela envolveu com um cara que além de usar droga ele a maltrata fisicamente, verbal mente e até ameaçando de morte com arma em mãos e na frente das crianças deles, e também nos ameaça, citando até o nome de minha filha de quatro anos.
Segundo outras pessoas ele já disse que vai consumir minha irmã, mas que antes disto, irá faze-la sofrer bastante.
E com isto achamos que o motivo dele querer nos fazer mal, seja pelo fato de ser da família dela, pois se alguém deseja fazer o próximo sofrer, nada melhor que tocar na família, além de sermos da família, uma vez minha irmã decidiu deixá-lo e denunciou ele a policia por agressão física e ameaça de morte, em seguida ela foi para minha casa. Mas o pior que ela parece não ter medo de nada ou perdeu a vontade de viver, pois um mês depois ela volto pra ele e ainda engravidou novamente pensando que se o dar um menino homem ele mudaria o jeito de ser.
Pois ele teria muita vontade de ter um menino, Ela conseguiu dar a ele um menino, mas percebemos que ela enganou, pois tudo continuou como antes, ou quem sabe até pior.
Mas o que ela não se pôs a pensar antes de engravidar novamente, é que antes destes filhos com ela, ele já tinha outros com outras mulheres e nem se preocupava.
Hoje está minha irmã com três filhos, sendo a mais velha com três anos e sete meses de idade, sendo esta uma filha de outro relacionamento de antes, e que hoje também sofre junto com a mãe, assistindo tudo que a mãe sofre.
E como se não bastasse ainda o desprezo também, ouvindo até o padrasto a dizer que a odeia, e que lá ela irá sofrer muito.
Seguindo a historia , Hoje dia 05/06/2011 minha irmã parece ter decidido tomar um rumo na vida, deixou o marido e está morando ela e as três crianças com nossos pais. Mas o triste é que ainda acreditamos que ela irá voltar para o es, pois ela já confesso que ainda gosta dele e que não vai conseguir o esquece-lo. A gente teme pelo pior, pois isto é o que acontece com muitas mulheres que não denuncia as violência dos maridos ou se denuncia retira a queixa e volta viver junto ate que eles mesmo a mata.
Mas temos que viver só nos lamentos e pedindo A DEUS por ela , pois conselho a ela não adianta, ela finge não ouvir e continua fazer tudo como antes e ainda encontrando com ele, só nos resta orar a DEUS por ela. Já o meu irmão, o filhinho de papai, continua sendo o perfeitinho, o preferido dos pais.
Tanto que já foi dito por nossos pais que em falta deles, quem tem direito na herança do pouco que nossos pais possui é este irmão, pelo fato de todos nos já saímos de casa e fomos forma nossa familia, mas isto não me assusta, se for preciso abro mão de tudo. Este meu irmão é tão perfeito que controla até no orçamento dos quais já casaram, ele soma cada gasto, cada prejuízo e tudo que pode, ou pelo menos pensa que pode.
Todos outros tem defeito, não tem cabeça, ele sim, é quem sabe tudo. Eu dizendo por minha própria pessoa, eu não tenho nenhum ressentimento por ele, apesar de não aceitar as ordem, ou fazer a vontade dele.
Mas as vezes digamos que nos temos o privilegio mais que todas as outras pessoas, pois todos tem um só pai e nós temos dois.
Agora vamos ver até quando este juiz terá sua cadeira por direito né!

Maria silvania dos santos.



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=224329