Ébrio é o tempo

Data 27/06/2012 03:02:08 | Tópico: Poemas -> Reflexão

Ébrio é o tempo que me arranca de ti
nos prédios onde me escondo
em ruas incógnitas de mim

Ébrio é o tempo que ri
em gargalhadas de desencanto
nas muitas horas sem fim

Ébrio é o tempo escondido
querendo passar despercebido
ali na beira do trilho perdido

Ébria sou eu, assim sem nexo
querendo agarrar o tempo
por mim tanto querido

E o tempo solta-se num voar lento
querendo passar por mim
imponente

Escrito 27/06/12



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=225466