Carta de amor

Data 27/04/2013 10:12:50 | Tópico: Poemas

Amada, na impossibilidade de encontrá-la

Resolvi por meio desta, lhe enviar esta mensagem

Que após ser escrita, a colocarei em uma garrafa

Irei até a praia, banhada com nossas lembranças

E a entregarei a Poseidon

Na esperança, de que ele, sensibilizado por minha dor

Dor de puro amor, ferida de saudade

A faça chegar a vós, conhecedor que é, das profundezas

Do mar revolto, abismo humano

Tentei, mas não consegui, dizer Adeus

No silêncio, sua voz grita meu nome

Todo o meu ser, se prontifica

E parto em sua procura

Vou destemido, onde o eco das lembranças me leva

Às vezes me perco, nestes turbilhões de emoções

Para logo em seguida, me reencontrar no teu sorriso

Este que me eleva a patamares divinos

Não consigo reter as lágrimas

A esperança, as faz rolar

Até quando, a saudade esmagará este peito

Que ainda esta aquecido por ti

Sem mais me calo

Deixo o amor te encontrar

Olhos fixos no mar


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=246671