Tudo me diz Poesia

Data 21/05/2013 00:57:45 | Tópico: Poemas

No reino da Natureza
No sucesso de cada dia
Em tudo vejo beleza
Tudo me diz poesia.

I

Já se ouviu na madrugada
Cantar o galo altaneiro
O eterno mensageiro
Arauto da alvorada.
Uma trombeta afinada
Ressoando com firmeza
Ao Mundo dando a certeza
Sem nada que tal impeça
Que um novo dia começa
No reino da Natureza

II

É belo poder viver
Sem mágoas,sem sofrimento
Disfrutar cada momento
Com alegria e prazer.
Da vida apreender
A sábia filosofia
Sentir a sua harmonia
E toda a riqueza sem par
Que ela tem para nos dar
No sucesso de cada dia.

III

No Inverno furibundo
No sol dourado e ameno
No rio que corre sereno
No mar irado e profundo.
Na diversidade do Mundo
No céu em sua grandeza
No curso da Natureza
Na sua ordem imutável
No que existe e é notável
Em tudo vejo beleza


IV

A magia do amanhecer
O fresco orvalho cintilante
A vida em cada instante
Do dia a decorrer,
O dolente entardecer
Os pássaros em sinfonia
Quando chove quando estia
O cheiro da terra molhada
A misteriosa noite cerrada
Tudo me diz poesia.

A. Ruaz


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=248078