Perco-me em poesias

Data 27/06/2013 15:10:05 | Tópico: Poemas -> Amor

Eu nunca te esqueci meu amor
Fragmentos suplicantes de extremas amarguras
Escrevo a tristeza, você é esse poema
Vividos por momentos fragmentados de desilusões
Invada-me, solidão dos encantos seres

Perco-me em poesias, em seu pranto
Em emoções, pilares do amor, a dor
Em seus olhos estão a minha saudade
A quero de todo jeito, de todas as meneiras
Esqueça aquelas besteiras
Te desejo de um jeito sem fim
Sinto suas lágrimas em meu chorar
Deixo as lágrimas sairen de meus olhos
Correr pelas faces, minha alma sendo aliviada

Vivo a procura de você em mim
Há onde estas, apareça, venha minha amada
Versos em silêncios, as palavras se silenciam
Sinto você distante
Não tenha vergonha dos momentos que veio a errar
Volte para mim, ainda quero te amar

Autor: Martisns
JOSÉ CARLOS RIBEIRO
27.06.2013










Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=250608