"errare humanum est, ignoscere divinum"

Data 02/07/2013 14:26:12 | Tópico: Poemas

Recuso-me a ler!
Recuso-me

(diz crime e nada mente):

já li tudo o que me constrói,
o mais que venha só me destrói.

Agora, só quero manter intacta
a preciosidade da palavra
que aprendi a escrever
e que em mim há-de ficar
enquanto eu permanecer.

Estou na plural idade das coisas:

deixem-me pensar
que sou singular!



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=250947