Segredo

Data 14/07/2013 22:28:38 | Tópico: Poemas


Que a tua mão direita não saiba da tua mão esquerda. Como a tua boca e o teu olhar não saibam da tua Alma.

Eis como me limito.

Amo-te.




** Na segunda pessoa, poderei não ser eu.


Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=251709