DENOMINADO O AROMA DO AMOR.

Data 25/07/2013 16:04:16 | Tópico: Poemas -> Paixão

Buscarei meu prazer em teu querer,
E tuas fontes encontrarei pelo odor,
Quando te molhas exalas um forte cheiro,
Denominado o aroma do amor,
O meu sexo também exala forte,
Um desejo que redunda em conjunção,
Eu percorro teu corpo de Sul a norte,
Acaricio-te apalpando com as mãos,
No aconchego nossos corpos se encaixam,
Teus gemidos me denunciam que está bom,
E me aguçam envolver todos os sentidos,
Procurando nosso gozo em combustão,
Penetrar-te é um gesto de carinho,
Com este teu corpo, ao qual nunca violo,
O que eu faço é agasalhar neste teu ninho,
O meu pássaro que teve muita sorte,
Por saber-te desejosa desta fusão,
Em que nos amando nem ligamos para a morte,
Porque gozamos com intensidade a nossa sorte,
Sabes de mim, sempre assim te esperando.




Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=252453