o som do piano que parece falar

Data 21/04/2014 22:39:44 | Tópico: Poemas -> Amor

se nao tivesse isto,
se fosse difrente,
poder controlar
o sentimento
desejado,
sonho constantemente com ela,
quero estar presente
psicologicamente,
fisicamente
e entender isto
dos olhares do dia-á-dia,
que como telepatia
ouço a sua voz
mas sem palavras,
que como pura magia
fala-me mentalmente
disso,
que afirma
entre os dois
algo adquirido
sem prática,
acorda algo em mim,
a vergonha,
amedrontado ou perdido,
o meu estado
de segurança aparente
enerva-me,
porque preciso eu
de tanta coragem,
ridiculo,
sem lei nem regras,
exagero de personalidade,
isolado,
desconheço isto
e perdido por dentro
sem saber que fazer
disto,
a esperança
de te ter
sente-se por dentro
mas calado
e apesar de ela ser como eu
tambem eu me deixo ser como ela,
desencontrados,
mais uma vez
desisto
uma semana
ou um mes,
até que
alguma coisa
nao sei de onde
me vem perturbar
novamente,
ou se vive triste ou contente
a escolha deve
ser tomada já
e já é tarde
mas nunca demais,
a pressão,
o stress,
o cansaço,
o tempo,
a paciencia,
a estupides
e o medo
de cair no ridiculo,
o descontrolo
e a minha santa ingnorancia,
ai os seus olhos
que já nao sei o que me perguntão,
mas olha
e eu nunca desisti verdadeiramente,
canta
quem o tem,
mostro a alegria
de te ter um dia
e abraçar-te
mas nao,
canto para esquecer,
aliviar,
enerva-me
saber
que nao vou conseguir,
nao lhe consigo dizer,
nao consigo falar,
é como um orgulho
só com o poder
de me destruir,
se nao me ama?
porque nao falei?
será que me quer?
estará isto tudo
só na minha cabeça?
porque nao falo?
falar é dificil?
terei eu problemas mentais?
serei cego?
tenho tanto medo
de cair
na estupides
de nao ser lógico,
nada ser lógico
ser só
fantasia
que a alegria
era só minha
que me deixo
ser
o que os outros querem,
já nem sei se me olha,
já me confessei a alguem,
já me cansei das depressões,
já nao consigo mostrar tristeza,
canto para te esquecer
por momentos,
eu sei
que te vou voltar a ver
como todos os dias
e só espero
que nao me vejas
com pena de mim,
que de alguma forma
este texto se traduza
numa melodia
um dia

Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/ne ... ryid=268335#ixzz2zYjxD2NY



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=268513