ETERNA SAUDADE e TÉRREA PASSAGEM

Data 24/05/2014 16:21:18 | Tópico: Duetos

ETERNA SAUDADE
Lenya Terra®


Deste grupo onde o poeta,
Canta a cor da saudade,
Sairei serena e quieta,
Para a doce eternidade.

Quem sabe se algum dia,
Coloquem com todo o amor,
Numa cadeira vazia,
Uma pequenina flor.

Eu serei na infinidade
As cores de um arco-íris,
Vivendo na imensidade.

E no dia que não me vires,
Serei apenas saudade,
Refletida em tua íris.

06/08/2006-00.44am


..........................


Térrea passagem
De Elen de Moraes Kochman

Para Lenya Terra
em memória


Entre Poetas, a cadeira
Que usaste, com galhardia,
Poetando a vida inteira,
Jamais ficará vazia!

Nela estarão a brilhar:
Teu sorriso tão sensível,
Mar azul do teu olhar,
Tua voz inconfundível,

Os fios da tua imagem,
E a essência do teu Eu
- Tu’alma, que em térrea passagem,
Viveu seu grande apogeu! -

Jamais serás só saudade...
És a própria eternidade!



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=271030