As mãos

Data 21/08/2014 11:47:22 | Tópico: Poemas -> Reflexão

As mãos

Podem ter a pele
curtida e rugosa
podem ter linhas
gastas velhas
a cor já terrosa.
É da idade
com certeza
mas preciosas
trabalhadoras
e já tiveram beleza!
Muitas doridas
ásperas, calosas
ceifando, cavando
labores rudes
tão valorosas.
Outras secas
da vida caseira
diária de labuta
cuidando do lar
não é brincadeira!
O marido, os filhos
com todo o rigor.
A, higiene, o jardim,
alimentação, tudo
tratado com amor.
Outros modos
onde a acção, dura
pesados trabalhos
projectados para
a época futura.
Um corpo grande
ou as mãos pequeninas,
tudo articulado
da cabeça aos pés
elas como são ladinas!
Os acenos e beijos
atirados pelo ar
parecem pombas
que a nós chegam,
estão elas a lançar.
Lindas quaisquer uma
se unidas a rezar,
só Deus as conhece bem
e são as Dele também
que podem abençoar.

Vólena



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=277126