Quando eu Amo

Data 29/08/2014 02:37:58 | Tópico: Poemas


Quando eu amo

Quando eu amo
eu me perco em meus desejos
de gritar ao mundo inteiro
que eu amo. . .

E eu te chamo
quero beijos
milhões deles, feitos mel e framboesa
e
fazer amor sobre uma mesa
na cozinha, na varanda, no colchão
ser caçador e ser a presa.

Quando eu amo
eu me entrego totalmente
meu amor tem a força da semente
que se abre
e germina
se regada, cresce forte e verdadeira

Encantadoramente genuína
como a água cristalina
que despenca da montanha
furiosa, envolvente
que assim como a semente
quando encontra com o rio
segue em frente
e vai desaguar... no mar.

Alexandre Montalvan



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=277606