E hoje em dia, como é que se diz eu te amo?

Data 12/10/2014 00:51:19 | Tópico: Poemas

Sou escravo condicional do seu amor
Os verdes do seus olhos são a cor da minha escravidão
Eu sei que não mais sou senhor do meu domínio
Pois fui condenado e marcado pela paixão

Oh menina, a mãe natureza foi generosa contigo
Foi caprichosa em cada detalhe do seu corpo
Eu admiro e me delicio com seu rebolado
O vai e vem do seu quadril me deixa louco

Sou seu bobo da corte se assim quiseres
Estou a suas ordens é só pedir minha rainha
Entendi agora o sentido da minha existência
É te adorar pelo restante da minha vida

Mas você mora na mesma rua que eu
Me ignora, não me olha, nem me da um bom dia
Você não tem ideia o que representa para mim
Você é a rainha do meu mundo de fantasia!

Abraço coletivo





Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=280139