MATIZES

Data 11/12/2014 17:28:10 | Tópico: Sonetos


Navego em sentidos por pura emoção
O sorriso sente, quão simples é o amor
Encontro do céu e o mar para eu me por
Que acende do olhar a luz, tons de paixão

E dá à vida força, tal qual água corrente
Pela leveza do som, onde flutua a poesia
Que em matizes azuis colore meus dias
Cruzando Norte a Sul d'um querer latente

Pois bem maior que nós, é o sentimento
Infinito da existência de tão raro momento
Sem que dos sonhos desvie o olhar amante

Em primavera de cores, do sublime instante
Fazendo d'almas laços, que essências exalam
E diante de nós, todas as palavras calam

(Rita São Paulo)



Este texto vem de Luso-Poemas
https://www.luso-poemas.net

Pode visualizá-lo seguindo este link:
https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=284054